terça-feira, 18 de fevereiro de 2020

Preso estupra, raspa a cabeça e marca a pele de mulher durante visita íntima

Um homem que já estava preso foi condenado a mais 15 anos de reclusão depois de estuprar, bater, raspar a cabeça e marcar o seu nome na pele de uma mulher durante visita íntima na penitenciária de São Bernardo do Campo, no ABC Paulista. A sentença proferida pelo juiz Edegar de Sousa Castro, da 3ª Vara Criminal da Comarca de São Bernardo do Campo, inclui ainda a entrada da vítima no programa de proteção às mulheres.
De acordo com a denúncia, o preso teria se irritado com a mulher e teve uma crise de ciúmes. Depois do estupro, raspou o cabelo da vítima com um gilete e usou o mesmo equipamento para fazer uma marca com o seu nome.
A Secretaria de Segurança Pública abriu uma investigação para entender como o gilete chegou até o preso .
*** Informações com: IG
Atenção - Pedimos aos nossos "Seguidores amigos" que participem do nosso novo Canal de Comunicação de Vídeos do YouTube. Contamos com a inscrição de todos. CLIQUE AQUI. Estamos também trabalhando com imagens aéreas de Drone. Interessados ligar: (..) Tim (88) 9.9916-7711.

0 comentários:

SITES OFICIAIS E REFERÊNCIA

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SITES E PORTAIS DE NOTÍCIAS

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

RÁDIOS PARCEIRAS DO AI

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket