sexta-feira, 23 de agosto de 2019

O ator Kito Junqueira, o Olavo de “Por Amor”, morre aos 71 anos


Aos 71 anos, o ator Kito Junqueira faleceu na madrugada desta sexta-feira (23) após sofrer um infarto fulminante em Curitiba, no Paraná. A morte foi confirmada pelo produtor Ricardo Peixoto em comunicado ao UOL. Kito Junqueira pode ser visto atualmente na reprise da novela “Por Amor”, que está no ar no Vale A Pena Ver De Novo.
Kito teria passado mal no início da madrugada e, mesmo com o Samu sendo acionado, não houve o que pudesse ser feito, pois ele sofreu com um mal súbito. A informação foi confirmada por um produtor amigo da família ao jornal O Estado de S.Paulo.
“Conversei com ele por telefone na noite de quinta (22). Pouco depois, recebi o telefone da mulher dele, Maria [Santos Pizano], desesperada, dizendo que ele tinha passado mal repentinamente. O Samu foi chamado, mas não conseguiu fazer nada”, disse em entrevista ao Estadão.
O ator começou sua carreira em 1973 na extinta TV Tupi. Passou pela Globo e TV Manchete. Entre seus trabalhos mais famosos estão as novelas As Divinas… e Maravilhosas, Vila do Arco e Tchan, a Grande Sacada.
Nos últimos anos trabalhou na Record TV em produções como Vidas Opostas, Chamas da Vida e A Lei e o Crime. Kito chegaria a São Paulo na próxima semana, quando iniciaria os ensaios para a peça À Flor da Pele.
O último trabalho do ator na televisão foi há 10 anos, quando esteve na série “A Lei e o Crime” da Record. No ano anterior, em 2008, ele se despediu das novelas ao viver Paulo Castelli em “Chamas da Vida”, na mesma emissora. Kito Junqueira interpreta Olavo, advogado, marido de Rose, amiga e comparsa de Branca, personagem de Susana Vieira na novela “Por Amor”.

*** Informações com MIDIAMAX
Aluga-se excelente Ponto Comercial, localizado na Rua Cel. Pedro Aragão, 1366, Centro Comercial de Ipu, banheiro, ampla área. Lugar central e ao lado da Fábrica Wolga, coração da Terra de Iracema. ** Valor: R$ 400,00. Interessados ligar: (..) Tim (88) 9.9916-7711 ou TIM (88) 9.9985-0788.
PS.: "Se algum dia você for surpreendido pela injustiça ou pela ingratidão, não deixe de crer na vida, de engrandecê-la pela decência, de construí-la pelo trabalho." (Edson Queiroz).

0 comentários:

SITES OFICIAIS E REFERÊNCIA

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SITES E PORTAIS DE NOTÍCIAS

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

RÁDIOS PARCEIRAS DO AI

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket