domingo, 7 de abril de 2019

Náutico surpreende o Ceará no segundo tempo e elimina o Vovô; pela Copa do Nordeste.

Mata-mata e vaga na semifinal em jogo. Ingredientes cruciais de uma importante partida, afinal é a competição que entrega o principal título em disputa no 1º semestre. Mesmo assim, o técnico Lisca assumiu risco de escalar o time reserva para encarar o Náutico, clube que competirá a Série C, pelas quartas de final da Copa do Nordeste, no Castelão. O planejamento de poupar os titulares e avançar no torneio não deu certo. Ceará perdeu de 2 a 0 do Náutico e está eliminado o Nordestão.
O Náutico, que foi bastante pressionado pelo Ceará durante 90 minutos de jogo, chegou pouco ao ataque, mas contou com um gol contra de Valdo para abrir o placar aos 30 minutos do 2º tempo. Na base do contra-ataque, os pernambucanos carimbaram a classificação com mais um marcado por Thiago.
O jogo, que parecia confortável para o Vovô, começou a mudar no 2º tempo, quando os pernambucanos conseguiram organizar minimamente o sistema defensivo. Ao mesmo tempo, o clube do Porangabuçu passou a errar jogadas fáceis em meio ao nervosismo pela iminente desclassificação.
O Ceará teve a chance de "matar" a partida nos 15 minutos iniciais, quando dominou e encurralou o Náutico. Neste intervalo, o Vovô criou duas chances claríssimas. Wescley, personagem principal do 1º tempo, recebeu lançamento de Fernando Sobral e ficou cara a cara com o goleiro, mas não conseguiu vencer o duelo contra o arqueiro.
Na sequência, João Lucas tabelou com o Wescley, invadiu a área e finalizou na trave. No decorrer do jogo, o Ceará continuou criando as melhores jogadas ofensivas diante do desarrumado sistema defensivo do Timbu, mas não teve competência para balançar as redes.
O ataque do Ceará sofreu uma baixa considerável ainda no 1º tempo, quando Wescley deixou o campo chorando com dores musculares na coxa esquerda. O brasuca-coreano Chico entrou na peleja, mas pouco fez dentro das quatro linhas.
No 2º tempo, o Vovô também criou as melhores jogadas, mas foi se perdendo na partida a medida que o tempo avançava, principalmente após o gol do Náutico. O time ainda colocou mais uma bola na trave. Para reagir, Lisca apostou em Ricardinho e Ricardo Bueno. De nada adiantou.
A derrota alvinegra pode ser entendida como um castigo ao time que mais criou, mas não teve efetividade. Antes do apito final, a torcida xingou Lisca, encerrando de vez os laços de confiança com o treinador.
"Não tem nem palavra para falar. Não aproveitamos nossas chances e eles foram felizes", disse Fernando Sobral, único que falou com a imprensa, antes de puxado por outros jogadores. O restante do elenco saiu sem se pronunciar.
*** Informações com O Povo - Matéria de Lucas Mota
Acompanhe as notícias diariamente do Portal de Notícias Aconteceu Ipu pela rede social: #AconteceuIpu (Facebook da nossa redação). Entre em contato pelo whatsapp: (88) 9.9916-7711 (TIM). Contrate também nosso Departamento de Marketing para cobertura de eventos pelo telefone: (88) 9.8121-9041 (VIVO).
PS.: "Se algum dia você for surpreendido pela injustiça ou pela ingratidão, não deixe de crer na vida, de engrandecê-la pela decência, de construí-la pelo trabalho." (Edson Queiroz).

0 comentários:

SITES OFICIAIS E REFERÊNCIA

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SITES E PORTAIS DE NOTÍCIAS

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

RÁDIOS PARCEIRAS DO AI

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket