sábado, 26 de janeiro de 2019

Morreu neste sábado (26), aos 64 anos o apresentador e deputado estadual Wagner Montes

O apresentador Wagner Montes, conhecido por comandar telejornais policiais na Record e por sua passagem como jurado do Show de Calouros de Silvio Santos no SBT, morreu neste sábado (26), aos 64 anos. Ele estava internado há dois meses no hospital Barra D'Or, no Rio de Janeiro, para tratar uma infecção urinária.
Casado com a atriz e apresentadora Sonia Lima, Montes também era deputado estadual no Rio de Janeiro e estava encerrando seu terceiro mandado consecutivo --chegou a ser presidente da Assembleia Legislativa do Estado entre novembro de 2017 e fevereiro de 2018. Ele aguardava o início de fevereiro para ser empossado como deputado federal pela primeira vez.
O apresentador foi internado às pressas em novembro do ano passado com um quadro de infecção urinária. Dias antes, ele teve um infarto assim que entrou em um avião que iria de Foz do Iguaçu (PR) para o Rio de Janeiro. Teve que ser retirado da aeronave antes da decolagem e encaminhado para um hospital paranaense. Depois, pôde ser transferido para atendimento no Rio de Janeiro.
Na quarta (23), Sonia Lima falou ao programa A Tarde É Sua, da RedeTV!, que Montes foi sedado para se tratar. "Ele é muito agitado e fica muito ansioso. Isso altera a pressão, a glicose e acaba levando para um quadro não tão bom, que é de insuficiência respiratória. Então optamos por sedá-lo e ele participou dessa decisão", descreveu a mulher do apresentador.
Ainda de acordo com Sonia, Montes estava sofrendo com reinfecção. "Já teve três ou quatro vezes que ficou pra receber alta, mas infelizmente ele reinfectou várias vezes. É uma bactéria danada que está no sangue e muito complicada, mas a gente está aqui confiante. Cada vez que reinfecta, ele fica de 13 a 14 dias tomando um antibiótico e fica bom. Só que depois de dois ou três dias reinfecta novamente. Então, é horrível", explicou ela.
Wagner Montes fez história no Rio de Janeiro ao colocar programas populares na Record regional, onde começou a trabalhar em 2003. Ele passou pelo Verdade do Povo, Cidade Alerta Rio e RJ no Ar até chegar ao Balanço Geral local --chegou a superar a Globo na audiência e ser líder com o telejornal policialesco.
No auge da repercussão, ele se ausentou da atração para concorrer como deputado estadual nas eleições de 2006. Foi o terceiro candidato mais votado do Rio de Janeiro. No pleito de 2010, obteve mais de 500 mil votos e foi o mais votado do Estado. Em 2014, se reelegeu novamente, como o segundo político com mais votos.
No ano passado, candidatou-se pela primeira vez a deputado federal. A posse estava marcada para o dia 1º de fevereiro, em Brasília. O velório será realizado na Alerj (Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro), em data e horário a serem confirmados pela família.
Wagner Montes deixa a mulher e dois filhos, o também apresentador e político Wagner Montes Filho e o ator Diego Montez. A Record soltou na tarde deste sábado uma nota em que lamenta a morte do apresentador do Balanço Geral:
"A Record TV lamenta o falecimento do nosso querido amigo e apresentador Wagner Montes neste sábado, 26 de janeiro de 2019.Conhecido pela irreverência e luta social que marcou seu trabalho ao longo de 35 anos como jornalista de TV, Wagner Montes foi um campeão de audiência e um dos apresentadores de maior sucesso na televisão brasileira. Expressamos nossas condolências aos familiares, amigos e admiradores do trabalho deste profissional que ajudou a escrever a história da televisão brasileira."
*** Informações com Notícias da TV
Acompanhe as notícias diariamente do Portal de Notícias Aconteceu Ipu pela rede social: #AconteceuIpu (Facebook da nossa redação). Entre em contato pelo whatsapp: (88) 9.9916-7711 (TIM). Contrate também nosso Departamento de Marketing para cobertura de eventos pelo telefone: (88) 9.9600-1918 (TIM) e (88) 9.9292-5553 (CLARO).
PS.: "Se algum dia você for surpreendido pela injustiça ou pela ingratidão, não deixe de crer na vida, de engrandecê-la pela decência, de construí-la pelo trabalho." (Edson Queiroz).

0 comentários:

SITES OFICIAIS E REFERÊNCIA

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SITES E PORTAIS DE NOTÍCIAS

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

RÁDIOS PARCEIRAS DO AI

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket