quarta-feira, 26 de setembro de 2018

Ver. Elisafran Mororó chama atenção da Secretaria de Saúde de Ipu para um "surto" de Calazar em alguns bairros. Assista


O vereador Elisafran Carneiro Mororó (PR) ao se pronunciar na tribuna do legislativo ipuense, sessão desta última terça-feira (25-09-2018) chamou a atenção da Secretaria de Saúde do Município que interceda junto ao Departamento de Endemias para um possível "surto" da leishmaniose visceral, também conhecida como Calazar, que está acontecendo nos Bairros: Reino de França, Grota e Lagoa, segundo o edil essa doença está preocupando muito todos os moradores, até porque a doença é causada por um protozoário e pode afetar tanto cachorros, como pessoas ou outros animais. Por se tratar de uma zoonose, ou seja, pode ser transmitida de animais para pessoas.
Calazar em cachorro - A leishmaniose é uma doença causada por um protozoário do gênero Leishmania. A transmissão deste protozoário ocorre através da picada por um inseto vetor, ou seja, um inseto que transporta esse protozoário com ele e ao picar o cachorro, o Homem ou outro animal, deposita esse protozoário e infecta com a doença. Esses insetos são chamados de flebotomíneos e existem mais de 30 espécies diferentes deles.
Os animais ou pessoas que são picados por esses insetos tornam-se os chamados reservatórios da doença. Um animal ou pessoa pode ser picado e ser portador da doença mesmo sem apresentar sinais clínicos. Porém, sempre que um inseto dos que referimos pica um cachorro ou outro animal, ele fica um potencial transmissor da doença.
VEJA OS SEGUINTES LINKS:
# Coluna Especial (CLICK AQUI)
# Site dos Projetos (CLICK AQUI)
# Facebook Institucional (CLICK AQUI)
# Vídeos no YouTube (CLICK AQUI). 
Nos centros urbanos, o principal reservatório da doença são os cachorros. No cachorro, o principal mosquito transmissor desta doença pertence ao gênero Lutzomyia longipalpis, também é chamado de mosquito palha.
Sintomas de calazar em cachorro - Cerca de 50% dos cachorros portadores da leishmaniose visceral não apresentam sinais clínicos e é possível que vivam toda a vida deles sem apresentar sinais, sendo apenas portadores da doença.
Os sinais clínicos podem ser apenas dermatológicos, mas considera-se como visceral porque os parasitas se disseminam por todo o organismo, mesmo antes de surgirem os primeiros sinais dermatológicos. Tudo começa pela picada do inseto e forma-se um nódulo chamado de leishmanioma. Este nódulo quase sempre passa despercebido por ser muito pequeno. Depois, todo o processo se expande pelo organismo do cachorro e começam a surgir os processos de ulceração da pele e inclusive necrose.
** Informações do site: "Perito Animal".
Acompanhe abaixo ao vídeo completo do pronunciamento do vereador, uma produção do radialista e blogueiro Afrânio Soares, redator do Portal de Notícias Aconteceu Ipu. Desde já agradecemos aos nossos amigos, seguidores e colaboradores do nosso trabalho de divulgação noticiosa, e coberturas de marketing.

Acompanhe as notícias diariamente do Portal de Notícias Aconteceu Ipu pela rede social: #AconteceuIpu (Facebook da nossa redação). Entre em contato pelo whatsapp: (88) 9.9916-7711. Contrate também nosso Departamento de Marketing para cobertura de eventos pelo telefone: (88) 9.9600-1918

0 comentários:

SITES OFICIAIS E REFERÊNCIA

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SITES E PORTAIS DE NOTÍCIAS

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

RÁDIOS PARCEIRAS DO AI

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

Meus seguidores