segunda-feira, 2 de outubro de 2017

"O Céu é o limite": 14 alunos de escola de Fortaleza são selecionados para participar de curso na Nasa.

“Estou animada e ansiosa”, diz Camila Maria, estudante do Ensino Médio do Colégio Dom Felipe, do Bairro Quintino Cunha, de Fortaleza. São esses sentimentos que a dominam ao saber que no próximo ano irá participar de um curso de imersão na Nasa, a Agência Espacial dos Estados Unidos, junto com mais 13 colegas da escola. A “ficha cai” quando se dá conta das áreas que precisa estudar e das aulas intensivas de inglês aos sábados.
Os alunos do 9º ano do Ensino Fundamental até o 2º ano do Ensino Médio foram selecionados para participar de um curso de imersão na Nasa em setembro de 2018. De acordo com a coordenadora pedagógica do colégio, Priscila Reis, a instituição foi a única da região Nordeste a ser classificada.
Segundo ela, os estudantes irão passar uma semana nas unidades da agência, assistindo aulas voltadas para o desenvolvimentos de novas tecnologias. Além disso, terão a oportunidade de conhecer o campus de uma universidade norte-americana vinculada à Nasa.
“Eles vão receber uma certificação internacional e serão acompanhados pela Nasa por quatro anos depois do curso. O objetivo é captar talentos”, explica Priscila, responsável por estimular aos alunos a participar do processo seletivo. No Brasil, outros dois colégios também foram selecionados. Uma da região Sudeste e outro da região Sul.
O processo de classificação durou cerca de dois meses. Os alunos precisaram fazer uma prova, englobando áreas de conhecimento como matemática, biologia, física e química. Os 14 alunos de maiores notas foram selecionados para o curso. “A capacitação vai acontecer nos dias 17 a 22 de setembro de 2018”, afirmou Priscila.
PreparaçãoCamila é uma das selecionadas e já está organizando os seus horários para conciliar os estudos voltados para o curso, principalmente para alcançar um nível desejável de inglês.
Sua rotina está puxada. Pela manhã, ela estuda para os conteúdos que foram vistos na aula durante a tarde. Ao chegar do colégio, vai para a mercearia dos pais para ajudá-los, mas sempre leva um livro para estudar enquanto está no estabelecimento da família.
“Eu sempre levo um livro e um caderno na mercearia dos meus pais. E ano que vem vamos ter aulas extras de inglês e vamos ter aula de linguagem de programação. A gente tem que ter uma base de programação”, explicou. Outras disciplinas terão aulas extras, como física, química, biologia e matemática, para poder acompanhar o nível do curso de imersão.
No próximo ano, Camila vai estar no último ano do Ensino Médio e, apesar de perceber que a sua rotina de estudo vai estar puxada, ela enxerga que o esforço valerá a pena. Para ela, é uma oportunidade de conhecer novas realidades e de ingressar em uma universidade norte-americana.
“Eles vão ficar nos observando durante quatro anos. Então, é uma oportunidade. É um país de primeiro mundo. O nível é mais puxado e tem uma mentalidade diferente. A experiência vai ser válida”, diz animada.
*** Informações com Tribuna do Ceará
Acompanhe as notícias diariamente do Portal de Notícias Aconteceu Ipu pela rede social: #AconteceuIpu (Facebook da nossa redação). Entre em contato pelo whatsapp: (88) 9.9916-7711. Contrate também nosso Departamento de Marketing para cobertura de eventos pelo telefone: (88) 9.9600-1918.

0 comentários:

SITES OFICIAIS E REFERÊNCIA

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SITES E PORTAIS DE NOTÍCIAS

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

RÁDIOS PARCEIRAS DO AI

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

Meus seguidores