segunda-feira, 28 de agosto de 2017

Privatizações: economistas criticam "pressa" do governo e questionam efetividade do pacote

A "medida corajosa" do governo de Michel Temer, como classificou o próprio peemedebista, de anunciar 57 projetos de concessão e privatização de empresas públicas brasileiras mostrou que a administração atual tem pressa. As intenções pareceram um tanto nebulosas até para figuras experientes do país, como o economista Carlos Lessa, que foi reitor da UFRJ e presidente do BNDES, e o economista e professor Luiz Gonzaga Belluzzo. Os efeitos, por sua vez, parecem claros para os quatro economistas consultados pelo Jornal do Brasil, de diferentes posicionamentos. 
Os entrevistados concordam que projetos como o da Casa da Moeda, por exemplo, não representam um problema. Mas, com exceção de Adriano Lopes, que vê benefícios, alertam para os problemas de outros projetos como o da Eletrobras. 
Para Lessa e Belluzzo, o projeto não apresenta um referencial claro. Eles criticam a iniciativa e detalham suas inconsistências e desconexões. Mauro Rochlin, professor da Fundação Getúlio Vargas (FGV), apesar de acreditar que a intenção seria apresentar uma "agenda positiva", chama a atenção para a forma "açodada" -- ou precipitada, apressada -- como as coisas foram feitas, e que parece estar mais atrelada aos interesses do mercado do que aos da população. Adriano Pires, por outro lado, que aproveitou para destacar questões mais problemáticas que teriam ocorrido nos governos Lula e Dilma, aposta que se trata do que o país precisa. 
O governo federal anunciou na quarta-feira (23) um pacote de 57 projetos que serão incluídos no Programa de Parcerias de Investimentos (PPI). Na lista está a Casa da Moeda, 14 aeroportos, onze blocos de linhas de transmissão de energia elétrica, 15 terminais portuários, rodovias, Companhias Docas do Espírito Santo, Casemg e CeasaMinas, além de parte da Eletrobras, que tinha sido anunciada antes. (matéria completa AQUI).
*** Informações com Jornal do Brasil
Acompanhe as notícias diariamente do Portal de Notícias Aconteceu Ipu pela rede social: #AconteceuIpu (Facebook da nossa redação). Entre em contato pelo whatsapp: (88) 9.9916-7711. Contrate também nosso Departamento de Marketing para cobertura de eventos pelo telefone: (88) 9.9600-1918.

0 comentários:

SITES OFICIAIS E REFERÊNCIA

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SITES E PORTAIS DE NOTÍCIAS

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

RÁDIOS PARCEIRAS DO AI

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

Meus seguidores