segunda-feira, 7 de novembro de 2016

Candidatos presos por fraudar Enem, além de Fortaleza, a PF flagrou tentativas de fraude nos municípios de Juazeiro do Norte, Independência e Cedro.

Durante o segundo dia de aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), no inicio da tarde deste domingo (06-11), a Polícia Federal (PF) prendeu quatro participantes que realizavam os exames em três municípios do Interior e na Capital. Eles foram flagrados tentando fraudar as respostas das provas por meios eletrônicos e com gabaritos escritos. Em todo o País foram 11 prisões. Em Fortaleza, o secretário de Saúde de Alto Santo, Antônio Diego Lima Rodrigues, de 34 anos, fazia prova em uma instituição de ensino no Centro da Capital cearense. Ele estava usando pontos eletrônicos nos ouvidos.
Em Independência, distante 306 km de Fortaleza, uma mulher portava um aparelho celular na bolsa, além de um gabarito. Os policiais também encontraram uma situação semelhante na cidade de Juazeiro do Norte, distante 549 Km da Capital. Uma candidata foi presa com gabarito escrito na roupa.
Ainda segundo a PF, policiais militares também prenderam uma pessoa por fraude. No Cedro, no Centro-Sul do Estado, um candidato foi preso com um dispositivo. Os presos em flagrante deverão responder perante a Justiça Federal, na medida de sua participação, pelos crimes contra a fé pública, o patrimônio, a paz pública, dentre outros crimes.
A PF deflagrou duas operações ontem: a Operação Jogo Limpo, nos estados do Maranhão, Piauí, Ceará, Paraíba, Tocantins, Amapá e Pará e a Operação Embuste, em Minas Gerais. A Operação Embuste, deflagrada na tarde ontem, consistiu no cumprimento simultâneo de 28 mandados judiciais, sendo quatro de prisão temporária, quatro de condução coercitiva, 15 de busca e apreensão e cinco de sequestro de bens, todos expedidos pela Justiça Federal de Montes Claros (MG). Conforme a PF, o grupo que fraudava a partir de Minas Gerais negociava o gabarito das provas por uma quantia entre R$ 150 mil e R$ 180 mil. O gabarito oficial será divulgado nesta quarta-feira (9) e o resultado final em 19 de janeiro.
ReincidênciaDe acordo com a PF, os envolvidos nessas negociações criminosas já teriam, neste ano de 2016, fraudado ao menos dois processos seletivos: o vestibular realizado na cidade de Mineiros (GO), ocorrido nos dias 15 e 16 de outubro, e o vestibular destinado à seleção para o curso de Medicina, realizado na cidade de Vitória da Conquista (BA), nos dias 22 e 23 de outubro.
O próximo passo do grupo criminoso seria fraudar o Enem. No decorrer das investigações, a PF conseguiu identificar o repasse de gabaritos, por celular, para candidatos situados em diversas partes do País. Já a Operação Jogo Limpo tem como alvo cumprir 22 mandados de busca e apreensão de pessoas suspeitas de terem cometido fraude no Enem e que fariam a prova novamente este ano. Segundo a PF, foram identificadas 22 pessoas que teriam apresentado respostas suspeitas de fraude, a partir da análise de gabaritos apresentados em anos anteriores. Confirmada a fraude, os investigados poderão responder por integrar organização criminosa, reclusão de 3 a 8 anos e multa. 
*** Informações com Diário do Nordeste
Acompanhe as notícias diariamente do Portal de Notícias Aconteceu Ipu pela rede social: #AconteceuIpu (Facebook da nossa redação). Entre em contato pelo whatsapp: (88) 9.9916-7711. Contrate também nosso Departamento de Marketing para cobertura de eventos pelo telefone: (88) 9.9600-1918

0 comentários:

SITES OFICIAIS E REFERÊNCIA

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SITES E PORTAIS DE NOTÍCIAS

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

RÁDIOS PARCEIRAS DO AI

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SEBRAE - CEARÁ

Meus seguidores