Sete pessoas morreram e 108 foram contaminadas por meningite em 2021 no Ceará

Total de sete pessoas morreram e 108 foram contaminadas por meningite em 2021, até o dia 29 de agosto, no Ceará. Já em 2020, foram 25 óbitos e 225 pessoas infectadas pela doença. Nessa quarta-feira, 1º, uma criança de dois anos morreu em Fortaleza com meningococcemia, quando a doença atinge a corrente sanguínea. Os dados são da Secretaria de Saúde do Ceará (Sesa) e estão disponíveis no site oficial do órgão.

Em boletim publicado em maio de 2020, a Sesa ponderou que os surtos da doença estão entre os mais desafiadores para os gestores da saúde pública, devido ao “potencial de grande morbidade e mortalidade”. “As respostas sanitárias variam em cada surto e dependerão da identificação, ou não, de vínculo epidemiológico entre os casos, das faixas etárias acometidas, da distribuição geográfica e de outros riscos”, explica.

No caso desta semana, a Secretaria Municipal de Saúde de Fortaleza está tomando medidas preventivas contra a doença nas pessoas que tiveram contato por mais de quatro horas com o paciente que faleceu. Conforme a Sesa, o objetivo do manejo dos surtos da enfermidade é interromper a cadeia de transmissão e evitar a ocorrência de novos casos.

Das sete mortes registradas no Ceará neste ano até o último dia 28, cinco foram em Fortaleza, uma em Itapipoca, no Litoral Leste, e a outra em Sobral, na Região Norte do Estado. O número de casos confirmados também fica concentrado na Capital, com 63 episódios. Na sequência, aparece a Coordenadoria de Quixadá, que inclui 10 municípios do Sertão Central e acumula cinco casos.

Em março de 2021, uma pesquisa da farmacêutica GSK, que fornece o imunizante contra meningite para o Programa Nacional de Imunizações, revelou que o receio de contrair Covid-19 e as restrições para prevenir a doença estão entre os motivos que levaram cerca de metade dos pais entrevistados por uma pesquisa a não vacinarem seus filhos contra a meningite desde o início da pandemia.

Na ocasião do lançamento da pesquisa, o diretor do Departamento de Pediatria da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, Marco Sáfadi, alertou que a hesitação em vacinar crianças contra a meningite durante a pandemia pode provocar surtos da doença quando elas retomarem as aulas presenciais e reencontrarem amigos e familiares sem estarem imunizadas.

Levantamento do O POVO divulgado em agosto deste ano, mostrou que nenhuma das metas do Calendário Nacional de Vacinação da Criança foram atingidas pelo Ceará em 2020. A vacina Meningococo C, que previne meningite e meningococcemia, terminou 2020 com 87,25% de cobertura, enquanto a meta mínima a ser atingida é de 95%.

Sintomas – A meningite é uma inflamação das membranas que recobrem o cérebro. Pode ser causada por fungo e vírus, geralmente em casos menos graves. Também pode ser transmitida por bactéria, que apresenta quadros mais graves e com maior risco de óbito ou sequelas, como convulsões, surdez, perda de memória, falência nos rins, AVC e outros danos cerebrais.

Os principais sintomas são febre alta repentina, dor de cabeça e na nuca, rigidez no pescoço e vômito. Também podem aparecer convulsões, sonolência, fotossensibilidade, falta de apetite e manchas roxas ou rachaduras na pele. Bebês recém-nascidos podem apresentar ainda moleira elevada e inquietação.

A doença pode evoluir rapidamente, principalmente entre crianças e adolescentes. A transmissão ocorre por meio de secreções respiratórias e da saliva. Ao surgirem os primeiros sintomas, a orientação é procurar atendimento.

*** Informações com 👉 Jornal O Povo

ATENÇÃO: 👉 SE INSCREVA NO NOSSO CANAL DE VÍDEOS – 👌 Clique Aqui

Aluga-se excelente Ponto Comercial, localizado na Rua Cel. Pedro Aragão, 1366, Centro Comercial de Ipu, banheiro, ampla área com porta de vidro. Lugar central e ao lado da Fábrica Wolga, coração da Terra de Iracema. 👉 Valor: R$ 400,00. Interessados ligar via: 👉 WhatsApp: Tim (88) 9.9688-9008 e TIM (88) 9.9736-3674.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *