terça-feira, 20 de julho de 2021

MPCE: Deflagra nesta quarta (20) a 4ª fase da "Operação Gênesis" no combate ao comércio ilegal de arma de fogo no Ceará.

O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (GAECO), deflagrou na manhã desta terça-feira (20/07/2021), a 4ª fase da Operação Gênesis. O objetivo é desarticular uma organização criminosa formada e liderada, majoritariamente, por agentes públicos de segurança. Os alvos são suspeitos dos crimes de extorsão, tortura, comércio ilegal de arma de fogo, corrupção ativa, além de organização criminosa. A investigação do MPCE conta com o apoio da Coordenadoria de Inteligência (COIN), da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).
Nesta quarta fase da operação, foram expedidos 12 mandados de busca e apreensão (todos os alvos), sete mandados de condução coercitiva (para os policiais), um mandado de prisão contra o policial militar apontado como líder do grupo, além de medidas cautelares de afastamento das funções de todos os outros seis policias. Entre os alvos estão sete policiais militares da ativa, um policial civil da ativa e quatro integrantes que atuariam como informantes da organização criminosa. Dos mandados judiciais expedidos, cinco são da Vara de Delitos de Organizações Criminosas e sete da Vara Única de Auditoria Militar do Ceará. As ordens estão sendo cumpridas com o apoio da Coordenadoria de Planejamento Operacional (COPOL) da SSPDS, da Polícia Militar do Ceará e da Coordenadoria de Inteligência (COINT) da Secretaria de Administração Penitenciária (SAP) nos municípios de Aquiraz, Fortaleza, Itaitinga e Pacatuba, no Ceará, e em Itabaiana, na Paraíba.
No curso das investigações, verificou-se a prática de crimes por parte de pessoas que se vinculavam a policiais e se estruturavam para realizar ilícitos numa complexa teia de corrupção envolvendo agentes públicos de segurança policial. A organização criminosa praticava crimes de extorsão e tortura contra traficantes com o objetivo de obter vantagens financeiras. Os alvos dos policiais eram cuidadosamente escolhidos entre traficantes com considerável poder aquisitivo ou que já tinham alguma passagem pela polícia, o que facilitava as exigências, as abordagens e o alcance das vantagens almejadas pelo grupo. Os agentes públicos tinham acesso ao sistema de informações da Polícia para selecionar as “vítimas” e planejar as ações.
Atenção: ☝ Clique Aqui é tenha acesso a investigação completa
*** Informações com 👉 MPCE
ATENÇÃO: 👉 SE INSCREVA NO NOSSO CANAL DE VÍDEOS - 👌  Clique Aqui
Aluga-se excelente Ponto Comercial, localizado na Rua Cel. Pedro Aragão, 1366, Centro Comercial de Ipu, banheiro, ampla área com porta de vidro. Lugar central e ao lado da Fábrica Wolga, coração da Terra de Iracema. 👉 Valor: R$ 400,00. Interessados ligar: 👉 Tim (88) 9.9688-9008 TIM (88) 9.9985-0788.
👆 Tags: #aconteceuipu #reportagem #Ceará #Ipuenses #brasil

0 comentários:


SITES OFICIAIS E REFERÊNCIA

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

RÁDIOS PARCEIRAS DO AI

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SITES E PORTAIS DE NOTÍCIAS

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

POSTAGENS MAIS LIDAS