sábado, 8 de maio de 2021

Cabeça de mármore de 2.000 anos do primeiro imperador de Roma é descoberta.

A cabeça de mármore de Augusto, o primeiro imperador de Roma, com 2.000 anos, foi descoberta em Isernia, uma cidade italiana na região centro-sul de Molise.
O arqueólogo Francesco Giancola fez a descoberta durante as obras de restauração para reparar uma parede medieval que desabou devido às fortes chuvas em 2013. Giancola estava acompanhando as obras em nome do município de Isernia, mas disse à CNN, nesta quinta-feira(6), que não esperava uma descoberta tão importante.
"Enquanto estávamos cavando atrás da parede, vi que a terra mudou de cor", disse ele. "Continuamos a cavar com espátulas de precisão e saiu um bloco de mármore. Imediatamente vi que era uma cabeça que reconheci como pertencente a uma estátua de Augusto, devido ao cabelo e ao formato e corte dos olhos", relatou.
Giancola disse que ligou imediatamente para as autoridades, o prefeito e o ministério do patrimônio cultural.
Com 35 centímetros de altura, a peça pode ser datada entre 20 aC e 10 dC, de acordo com Maria Diletta Colombo, arqueóloga do departamento regional do ministério.
“Era uma estátua importante, mas não sabemos por que estava aqui”, afirmou à CNN. "Poderia ter sido colocado em um templo dedicado ao culto à família imperial, ou no fórum. Mas essas são apenas hipóteses, já que não sabemos onde era o fórum".
Alguns de seus colegas choraram de alegria quando fizeram a descoberta, acrescentou Colombo, e foi um momento que ela disse que se lembrará para sempre.
É provável que a cabeça tenha sido destacada de uma estátua de mais de 2 metros, disse Colombo. É feita do mesmo mármore Lunigiana usado pelo artista renascentista italiano Michelangelo e retrata um jovem Augusto Otaviano, que se tornou o primeiro imperador de Roma em 27 aC.
Isernia, conhecida como Aesernia no mundo antigo, era a região de um povo itálico chamado Samnites. Mais tarde, tornou-se uma colônia romana. A cidade foi parcialmente destruída durante a Segunda Guerra Mundial, mas foi reconstruída.
"Isernia tem uma história muito antiga. Há vestígios arqueológicos por baixo de toda a cidade", disse o prefeito da cidade, Giacomo D'Apollonio, à CNN. "É um achado muito importante para Isernia porque demonstra a presença de edifícios de certa importância."
A escavação também revelou tumbas medievais vazias e artefatos de terracota, disse o prefeito.
A cabeça está sendo estudada e D'Apollonio e Colombo gostariam que ela ficasse no museu de Santa Maria delle Monache, onde acreditam que atrairia mais turistas.
“Até Isernia, embora não esteja entre os principais destinos turísticos, é uma área rica em história desde o Paleolítico”, disse D'Apollonio.
Augusto construiu um império que acabaria se estendendo do Reino Unido ao Egito, e se gabou em seu leito de morte que "encontrou Roma construída de tijolos e a deixou de mármore".
*** Informações com 👉 CNN BRASIL
ATENÇÃO: 👉 SE INSCREVA NO NOSSO CANAL DE VÍDEOS - 👌  Clique Aqui
Espaço reservado para a sua propaganda, seja nosso parceiro e veja sua "marca", sua propaganda ganhar foco na grande mídia da internet; afinal!!! "Quem não é visto, não é lembrado". Ligue agora: 👉 (88) 9.9688-9008. O preço cabe no seu bolso.

0 comentários:

SITES OFICIAIS E REFERÊNCIA

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

RÁDIOS PARCEIRAS DO AI

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SITES E PORTAIS DE NOTÍCIAS

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

POSTAGENS MAIS LIDAS