terça-feira, 8 de dezembro de 2020

Como utilizar melhor o WhatsApp e o Instagram no seu negócio

A Pequena Padaria Caseira nasceu, praticamente, no Facebook. Ou pelo menos foi por lá que a padeira, Kerla Alencar, começou a publicizar seus pães, em 2013. Hoje, presente também no Instagram, o qual considera sua principal vitrine, as vendas acontecem basicamente via WhatsApp. É por lá também que, caso você esteja na lista de transmissão, recebe o cardápio da semana: “no WhatsApp é onde eu efetivo a encomenda, onde eu vejo questões de pagamento e outras informações, é onde a pessoa conversa comigo mais diretamente. Essa ferramenta é fundamental pro meu trabalho, inclusive, por que eu não tenho uma porta comercial, na rua, não recebo pessoas na minha casa”, afirma a empreendedora que tem como diferencial a fabricação de pães 100% integrais, além de bolos feitos com ingredientes tipicamente cearense, como é o caso do bolo de rapadura com gengibre ou do bolo de gerimum com côco.
Na estratégia traçada por Kerla, oWhatsApp é para vendas e relacionamento direto com o cliente, já o Instagram é utilizado por ela como uma vitrine, mas que pra muito além de mostrar seu produtos, entrega para o cliente o conceito da sua marca, o modo como ela trata o tema da panificação e os diferenciais de sua padaria. Assim como a Kerla, muitas marcas vem apostando nas redes sociais como sua principal ferramenta para alcançar novos clientes e efetuar vendas. E sim, é possível fazer isto sem precisar de um grande capital, como a gente mostra nesta matéria.Na estratégia traçada por Kerla, o WhatsApp é para vendas e relacionamento direto com o cliente, já o Instagram é utilizado por ela como uma vitrine, mas que pra muito além de mostrar seu produtos, entrega para o cliente o conceito da sua marca, o modo como ela trata o tema da panificação e os diferenciais de sua padaria. Assim como a Kerla, muitas marcas vem apostando nas redes sociais como sua principal ferramenta para alcançar novos clientes e efetuar vendas. E sim, é possível fazer isto sem precisar de um grande capital, como a gente mostra nesta matéria abaixo:
Segundo pesquisa da empresa de inteligência de mercado Neotrust/Compre&Confie, divulgada no fim de julho, cerca de 5,7 milhões de brasileiros fizeram sua primeira compra online durante a pandemia. Com isso, os aplicativos que possibilitam a interação com os consumidores se tornaram ainda mais relevantes para micro e pequenas empresas. Conversamos com dois especialistas no assunto, os analistas de marketing digital, Luciano Farias e Bruno Leitão, para responder as principais dúvidas sobre qual a melhor forma de utilizar Whatsapp e Instagram para impulsionar seu negócio.
Quais as vantagens de utilizar Instagram e WhatsApp para vendas?
O alcance que esses canais proporcionam as marcas faz com que seja possível ir além do seu bairro ou cidade. Por que vender apenas na minha vizinhança se eu posso ir além? Essas duas redes sociais (sim o WAPP é uma redes social), permitem um maior alcance e, consequentemente escalar as vendas, que ocorre quando você eleva as vendas sem, necessariamente, aumentar os seus custos na mesma proporção.
Empresas usuárias de contas pessoais de WhatsApp e Instagram devem trocá-las por versões comerciais?
Com certeza! As versões comerciais fornecem outras ferramentas que as contas convencionais não disponibilizam. No caso do IG, a conta comercial te fornece métricas que são muito importante no planejamento do conteúdo postado. Já no WAPP, há ferramentas de automação, catálogo e segmentação de clientes que permitem uma gestão mais eficiente e um melhor relacionamento com o seu cliente.
Ao adotar um perfil comercial nas redes sociais, os contatos do perfil pessoal são perdidos?
De maneira nenhuma. No IG, o app faz essa transição na hora e você continua tendo acesso a tudo que já foi postado, comentado, marcado, ou seja, você não perderá nada. Para migrar do WAPP convencional para o WAPP Business é necessário baixar o app específico. Para realizar a migração com segurança, o usuário deve realizar o backup da sua conta atual e, só depois de finalizado essa operação e que deve realizar a ativação da conta do WAPP Business. Vale ressaltar que ao fazer essa migração o WAPP convencional será desabilitado e todo o conteúdo estará disponível agora apenas no WAPP Business.
As funcionalidades de loja e catálogo do Instagram e do WhatsApp Business dispensam ter um ecommerce?
Não dispensam, pois elas não possuem ainda um gateway de pagamento, ou seja, atualmente essas funcionalidades atuam apenas como catálogos de produtos. Para efetivar a transação comercial o usuário é direcionado a um e-commerce. Outra coisa, ao montar o seu e-commerce as regras passam a ser suas. Você define o que vai estar disponível ao cliente, a linguagem, imagens, e tudo mais. É como se o e-commerce fosse uma casa própria e as redes sociais um imóvel alugado. O perfil no IG é seu, mas no fundo não é. Por que investir muito em um imóvel alugado se você pode ter o seu, não é mesmo?
Se eu tiver algum tipo de loja virtual, ela pode estar atrelada à conta do Instagram?
Pode sim. Geralmente, essa loja é criada no Facebook e assim é possível integrá-la com algumas plataformas, que conseguem se comunicar entre si, como é o caso do Instagram. Você pode ter um link na BIO que irá direcionar o teu seguido ao seu e-commerce.
Como devem ser as fotos de um catálogo online?
São fotos de alta definição, ou seja, você não pode colocar uma foto embassada, poluída no fundo. Devem ser fotos com fundo branco, bem iluminadas e várias fotos dos produtos, com diversos ângulos, tipo 360º, e que mostre as características principais do produtos. Faça fotos mostrando a aplicação do produto no dia a dia da cliente. Faça fotos com clientes reais utilizando o produto e coloque isso no catálogo (com a permissão da cliente, claro). Você pode ter mais de uma foto para cada produto e isso te permite explorar muito bem o catálogo, além dessas sugestões, você pode colocar o preço na descrição do produto e um link para o seu site.
Como aumentar as vendas utilizando o WhatsApp Business e o Instagram?
Com conteúdo útil, atual, original e na dose certa. O WAPP e o IG são redes sociais e você deve utilizar esses canais para se relacionar com o seu público e não apenas para converter seguidores e contatos em clientes. Procure entender como o seu produto, ou serviço, poderá resolver um problema do seu cliente. Empacote essa solução em conteúdos que despertem a Atenção, o Interesse, o Desejo e que leve a Ação, ou seja a compra da sua oferta. Para isso não há fórmula mágica, ou receita pronta. Você precisará testar o seu conteúdo e adequá-lo às respostas do seu público.
Toda empresa que tem uma conta no WhatsApp Business precisa ter um catálogo de produtos? 
Não necessariamente, mas aconselho que sim. Imagine uma empresa que vende cosméticos e que a toda hora tem muitas novidades. Ficar enviando dezenas de fotos semanalmente para as suas clientes não vai proporcionar a elas uma boa experiência. Agora some isso á limitação de wifi, bateria e memória de quem receberá essas fotos... No catálogo, basta você atualizar com novas imagens e depois é só enviar o link para as clientes. Elas não precisarão baixar nada e nem comprometer a sua memória, pois tudo estará na nuvem. Vale a pena utilizar o catálogo, suas clientes vão agradecer!
Quais são os principais erros das empresas ao usar o Instagram e o WhatsApp Business?
Os erros principais são: não ter um objetivo claro para esses dois canais digitais; não conhecer o seu público; transformar essas redes em meros catálogos, com fotos excessivamente super trabalhadas no photoshop; mendigar seguidores ao estilo sorteio, me segue que eu te sigo e por aí vai; não ter uma sistemática de conteúdos; utilizar um conteúdo pobre sem valor real para o seu público; e, o pior trocar farpas com outras pessoas que utilizam as redes sociais.
Como o micro e pequeno empreendedor pode focar melhor nas estratégias de marketing para alavancar seu negócio?
A melhor forma é definir um nicho de mercado para atuação. Procure um nicho de mercado pouco explorado e que você se identifique. Procure conhecer quem são as pessoas desse nicho, suas preferências, dores e desejos. Fazendo isso agora o microempreendedor deve se adaptar a esse nicho e seu público, modificando a sua oferta para resolver os problemas desses clientes e gerar valor real para eles. E, só após isso, ele deve investir tempo e recursos nos canais digitais que são utilizados por essas pessoas alvo das suas ofertas. Não saia por aí atirando para tudo quanto é lado, isso não vai funcionar. Encontre um nicho que você pode se destacar e mostre o seu valor para as pessoas com conteúdos atrativos e que serão capazes de transformar seguidores em clientes.
*** Informações com JORNAL O POVO.

0 comentários:

SITES OFICIAIS E REFERÊNCIA

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SITES E PORTAIS DE NOTÍCIAS

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

RÁDIOS PARCEIRAS DO AI

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

POSTAGENS MAIS LIDAS