terça-feira, 15 de setembro de 2020

'Capitã Cloroquina': candidata a vereadora é eleitora de Bolsonaro, mas só tomaria remédio em 'último caso'

Veterana na criação de personagens para disputar eleições, a advogada Regina Célia Sequeira aproveitou um tema em evidência na escolha do nome que usará na urna em novembro. Com a alcunha “Capitã Cloroquina”, uma vestimenta militar e um chicote na mão, ela tentará uma vaga na Câmara de Vereadores do Rio.
A Organização Mundial de Saúde suspendeu os estudos clínicos com a cloroquina após apresentar risco para os pacientes com covid-19. Mesmo sem comprovação científica, Bolsonaro não só incentivou como afirmou ter usado o medicamente quando esteve coma doença.
Regina diz respeitar as opiniões controversas sobre o assunto. Ela conta que viu nos personagens uma forma de se destacar perante o eleitor. Depois de aparecer como “Zefa: a emergente da Baixada”, ao tentar uma vaga na Câmara Municipal de São João de Meriti, em 2004, ela criou a “Super Zefa”, na disputa para a Câmara dos Deputados, em 2006. Na ocasião, com a ajuda do horário eleitoral, obteve 5.713 votos pelo então PTdoB, atual Avante.
— Ninguém aguenta ficar sempre na mesma. Criei a “Super Zefa” para dar um refresco na minha cabeça. Naquele momento, a política estava precisando de um super-herói. Me lancei antes do Tiririca (deputado federal). Depois dele, um monte de gente se veste de tudo – disse a candidata.
Para este ano, ela viu no medicamento defendido pelo presidente Jair Bolsonaro um bom tema de campanha. Com o slogan “Capitã Cloroquina: remédio para propina”, a candidata pretende chamar a atenção e atrair eleitores insatisfeitos.
– Eu busco, no momento do pleito, um assunto em evidência. Falar de cloroquina para mim é ótimo – diz.
Apesar do nome, Regina diz que evitaria o uso da cloroquina caso contraísse o coronavírus:
— Só em último caso — explica.
Durante a pandemia, passou dois meses sem sair da casa onde mora, na Barra da Tijuca, contando com a ajuda do marido, Antônio Sequeira. Eleitora de Jair Bolsonaro, ela ainda apoia o presidente
— Sou bolsonarista de carteirinha
A advogada, que diz não acreditar em ideologia partidária, já passou por cinco partidos em sua trajetória política. Com as derrotas nos pleitos passados, ela confessa estar menos otimista para esse ano e espera aparecer na propaganda partidária na televisão.
– A TV é aberta é muito importante para mim. Não tenho rede social nem uma equipe para me ajudar. Devo criar um conta essa semana. Ainda não sei como viralizar – brinca Regina.
*** Informações com JORNAL EXTRA
Aluga-se excelente Ponto Comercial, localizado na Rua Cel. Pedro Aragão, 1366, Centro Comercial de Ipu, banheiro, ampla área. Lugar central e ao lado da Fábrica Wolga, coração da Terra de Iracema. ** Valor: R$ 350,00. Interessados ligar: (..) Tim (88) 9.9916-7711 ou TIM (88) 9.9985-0788.
PS.: "Se algum dia você for surpreendido pela injustiça ou pela ingratidão, não deixe de crer na vida, de engrandecê-la pela decência, de construí-la pelo trabalho." (Edson Queiroz).

0 comentários:

SITES OFICIAIS E REFERÊNCIA

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SITES E PORTAIS DE NOTÍCIAS

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

RÁDIOS PARCEIRAS DO AI

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

POSTAGENS MAIS LIDAS