quarta-feira, 19 de agosto de 2020

Polícia Civil indicia suspeito de criar perfil falso em Amontada; esse caso ganhou grande repercussão no município.

Após pouco mais de um mês de investigação sobre ameaças e relatos inverídicos divulgados por um perfil em uma rede social, a Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), por meio da Delegacia Municipal de Amontada, descobriu o homem por trás do perfil falso. Ele confessou ser autor das diversas postagens que configuram crimes contra a honra, imputando crimes contra várias pessoas das cidades de Amontada e Itapipoca. O homem foi indiciado, nessa última segunda-feira (17-08-2020), por calúnia, injúria e difamação e vai responder em liberdade.
No início de julho deste ano, a Delegacia Municipal de Amontada começou a receber inúmeras denúncias de pessoas que alegavam que um perfil hospedado no Facebook estaria produzindo notícias falsas envolvendo pessoas que supostamente estariam ligadas a crimes de desvio de verbas públicas, corrupção, dentre outros. Imediatamente, a Polícia Civil se debruçou sobre os relatos das vítimas no intuito de identificar o responsável pelo gerenciamento da conta na rede social.
O perfil mantido pelo homem continha diversas postagens com conteúdo que injuriava, difamava e caluniava várias pessoas públicas das cidades de Amontada e Itapipoca. Por meio de investigação cibernética, a Polícia Civil descobriu de onde partiam as mensagens e intimou o suspeito a comparecer à unidade policial para prestar depoimento nessa segunda-feira.
O homem confessou à Polícia Civil que criou o perfil falso e alimentava a página com informações inverídicas no intuito de atingir a honra de adversários. A Polícia Civil identificou que a motivação do suspeito em criar falsas notícias era político. A Delegacia Municipal de Amontada, responsável pelas apurações, contabilizou mais de dez vítimas que foram alvos das postagens apócrifas.
Crimes contra a honra - Conhecidos como crimes contra honra, os casos de calúnia, injúria e difamação nas redes sociais são casos de Polícia. Por esta razão, a Polícia Civil recomenda que todas as situações nas quais as vítimas se sintam prejudicadas em ambiente virtual sejam devidamente comunicadas às delegacias do Estado.
O que diz a lei? - Artigo 138 do Código Penal (calúnia): caluniar alguém, imputando-lhe falsamente fato definido como crime. A pena prevista é de detenção de seis meses a dois anos, ou multa.
Artigo 139 do Código Penal (difamação): difamar alguém, imputando-lhe fato ofensivo à sua reputação. A pena prevista é de detenção de três meses a um ano, ou multa.
Artigo 140 do Código Penal (injúria): injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro. A pena prevista é de detenção de um mês a três anos, ou multa, dependendo da gravidade da situação apresentada.
Todas as infrações acima correspondem a crimes de ação penal pública condicionada, ou seja, somente se procede mediante representação da vítima. Daí a importância da denúncia e de registrar o Boletim de Ocorrência (BO) em qualquer delegacia para que se iniciem as investigações. Também é possível fazer o procedimento no site da Delegacia Eletrônica (Deletron).
*** Informações com SSPDS - FOTO ILUSTRATIVA

Solicite orçamento grátis. É rápido e você se livra da conta de energia. Seja sustentável. Financie 100%. Faça com quem entende. Empresa Lima Solar. Energia Fotovoltaica. Gere sua Energia Solar. Instalação e Projeto.
** Fone: 88-997054824

** Instagram: limasolaron
** Facebock: limasolar

** Youtub: limasolar
Início da propaganda: 08-08-2020 e termina em 08-09-2020


0 comentários:

SITES OFICIAIS E REFERÊNCIA

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SITES E PORTAIS DE NOTÍCIAS

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

RÁDIOS PARCEIRAS DO AI

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

POSTAGENS MAIS LIDAS