sábado, 6 de junho de 2020

Vídeo de agressão a idoso aumenta indignação com violência policial nos EUA. Assista ao vídeo

Martin Gugino, 75 anos, republicou o vídeo no Twitter por volta das 17h30 de quinta-feira (18h30 em Brasília): policiais disparam uma pistola Taser contra uma mulher branca e a golpeiam violentamente com um cassetete. Minutos depois, Gugino seria protagonista de outro vídeo, que provocou indignação em uma sociedade ávida por justiça e por medidas contra abusos da polícia. Nas imagens, o idoso aparece caminhando em direção a um grupo de policiais; logo depois, é empurrado por um dos oficiais, tomba de costas e bate a nuca no chão. Enquanto sangue escorre da cabeça da vítima, policiais gritam a um repórter: “Para trás!”. Gugino está hospitalizado em estado grave. Após o afastamento de dois policiais envolvidos no incidente, os 57 membros da Equipe de Resposta a Emergências do Departamento de Polícia de Buffalo se demitiram, em protesto. Autoridades policiais disseram que Gugino tropeçou e caiu. As imagens desmentem. 

O vídeo sobre a violência sofrida por Gugino surgiu na esteira do flagrante do assassinato de George Floyd, em Minneapolis. Em 25 de maio, o homem negro de 46 anos foi asfixiado por Derek Chauvin, um policial branco que ajoelhou-se sobre o seu pescoço. Tudo foi filmado por testemunhas. O presidente Donald Trump não condenou a violência das forças de segurança. Em vez disso, usou o nome de Floyd em uma declaração polêmica. “Espero que George Floyd esteja olhando para baixo agora e dizendo que uma grande coisa está acontecendo para o nosso país. É um ótimo dia para ele e para todos”, disse o republicano, em alusão ao reaquecimento da economia norte-americana — o Departamento de Trabalho registrou mais 2,5 milhões de empregos em maio e uma redução da taxa de desemprego para 13,3%. 
Floyd foi um entre os milhares de norte-americanos mortos pela polícia. Entre 2013 e 2019, a organização Mapping Police Violence (“Mapeando a Violência Policial”) registrou 7.663 mortes de civis pelos agentes da lei. Apenas 48 policiais foram condenados. No ano passado, houve 1.098 civis abatidos pela polícia — 24% deles eram negros, apesar de serem apenas 13% da população.
Mudanças - Segundo Kenneth Roth, diretor executivo da organização não governamental Human Rights Watch, não fosse o flagrante da agressão a Gugino, dificilmente os dois policiais de Buffalo teriam sido afastados. “O fim da violência policial exige várias coisas, incluindo mudanças no treinamento e um sistema de supervisão policial mais incisivo, que seja absolutamente independente e tenha poder de interrogar e processar os agentes. Também demanda mudanças na doutrina judicial que tendem a proteger os policiais das consequências legais”, afirmou ao Correio.
Roth admite que a retórica de Trump apenas encoraja a brutalidade da polícia. “Em vez de tentar acalmar paixões, de enfatizar a necessidade de justiça racial e de prometer melhorar o sistema de justiça criminal, Trump denuncia os manifestantes e encoraja a polícia a tomar controle dos protestos. Ele até ameaçou convocar o Exército. É o oposto da autoridade moral que se deseja de um presidente”, lamentou.
As autoridades de Minneapolis anunciaram, ontem, um acordo para imediatamente banir estrangulamentos durante as abordagens policiais. “O funeral de George Floyd, ontem (quinta-feira), sublinhou que a justiça para ele exige mais do que punição para o homem que o matou — exige responsabilização da liderança eleita a profundas reformas estruturais”, declarou o prefeito Jacob Frey, por meio de nota.
#fiqueemcasa
*** Informações com JORNAL CORREIO BRAZILIENSE 
Aluga-se excelente Ponto Comercial, localizado na Rua Cel. Pedro Aragão, 1366, Centro Comercial de Ipu, banheiro, ampla área. Lugar central e ao lado da Fábrica Wolga, coração da Terra de Iracema. ** Valor: R$ 350,00. Interessados ligar: (..) Tim (88) 9.9916-7711 ou TIM (88) 9.9985-0788.
PS.: "Se algum dia você for surpreendido pela injustiça ou pela ingratidão, não deixe de crer na vida, de engrandecê-la pela decência, de construí-la pelo trabalho." (Edson Queiroz).

0 comentários:

SITES OFICIAIS E REFERÊNCIA

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SITES E PORTAIS DE NOTÍCIAS

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

RÁDIOS PARCEIRAS DO AI

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

POSTAGENS MAIS LIDAS