segunda-feira, 29 de junho de 2020

Rombo nas contas públicas em maio é maior que o de todo o ano passado

O governo central fechou maio com um rombo histórico em suas contas. O déficit primário registrado foi de R$ 126,609 bilhões, o pior desempenho da série, iniciada em 1997, para qualquer mês. O déficit apenas de maio é superior ao de todo o ano passado inteiro, que ficou negativo em R$ 95 bilhões.
No mesmo mês de 2019, o déficit tinha sido de R$ 14,74 bilhões. O resultado, divulgado pelo Tesouro Nacional nesta segunda-feira (29), representa uma queda real de 36,9% nas receitas na comparação com o mesmo mês em 2019. Enquanto isso, as despesas tiveram aumento real de 68% em relação a maio do ano passado.
Os dados reúnem as contas do Tesouro Nacional, da Previdência e do Banco Central.
O déficit em abril havia sido de R$ 92,9 bilhões, que já era um recorde negativo. A piora nos indicadores está associada à pandemia, que tem exigido maior injeção de gastos públicos e reduzido a receita, com o isolamento social e a suspensão de atividades comerciais.
"O déficit de maio é explicado, principalmente, pela redução significativa na arrecadação, combinada com o aumento nas despesas do Poder Executivo decorrentes de medidas de combate à crise Covid-19 bem como da antecipação do pagamento do 13º de aposentados e pensionistas do RGPS", diz o Tesouro, que ressalta não ter comportar mais o aumento de despesas ou a redução de receitas.
O resultado primário acumulado nos cinco primeiros meses de 2020 é deficitário em R$ 222,468 bilhões. O Tesouro projeta para este ano um rombo de R$ 676 bilhões, o equivalente a 9,5% do PIB, para o governo central.
#fiqueemcasa
*** Informações com CONGRESSO EM FOCO
Aluga-se excelente Ponto Comercial, localizado na Rua Cel. Pedro Aragão, 1366, Centro Comercial de Ipu, banheiro, ampla área. Lugar central e ao lado da Fábrica Wolga, coração da Terra de Iracema. ** Valor: R$ 350,00. Interessados ligar: (..) Tim (88) 9.9916-7711 ou TIM (88) 9.9985-0788.
PS.: "Se algum dia você for surpreendido pela injustiça ou pela ingratidão, não deixe de crer na vida, de engrandecê-la pela decência, de construí-la pelo trabalho." (Edson Queiroz).

0 comentários:

SITES OFICIAIS E REFERÊNCIA

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SITES E PORTAIS DE NOTÍCIAS

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

RÁDIOS PARCEIRAS DO AI

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

POSTAGENS MAIS LIDAS