terça-feira, 9 de junho de 2020

Congresso quer aumentar valor sugerido por Guedes em prorrogação do auxílio

Deputados e senadores ouvidos pelo Congresso em Foco discordam do valor de R$ 300 proposto pelo governo federal para prorrogar o auxílio emergencial e já se articulam para que o benefício permaneça em R$ 600.
O ministro da Economia, Paulo Guedes, confirmou a prorrogação nesta terça-feira (09-06-2020) durante reunião ministerial.
O projeto aprovado pelo Congresso permite, se o Poder Executivo desejar, fazer a prorrogação do auxílio, mas, como o valor defendido pelo governo é menor que o da lei, será necessário o envio de nova proposta, possivelmente uma medida provisória, para ser analisada pelo Congresso.
“Falam em R$ 300,00 para tentar fechar em R$ 500 ou R$ 600. Medo do Congresso querer aumentar. Não vai querer acelerar [o envio do projeto] para não antecipar a discussão. Mas quando chegar, temos condições de votar em 48 horas em cada Casa”, disse a presidente da Comissão de Constituição e Justiça do Senado, Simone Tebet (MDB-MS).
O líder do PSB na Câmara, Alessandro Molon (RJ), disse ser favorável à prorrogação, mas critica a redução do valor. “Estamos trabalhando para encontrar os recursos necessários para garantir a prorrogação a R$ 600”, declarou.
O deputado Marcelo Ramos (PL-AM) afirma que não há motivo para mudança no valor, já que não houve sinal de retomada da economia e as famílias ainda precisam ser amparadas pelo Estado. “Considerando que não há nenhum sinal de mínima recuperação da economia pelos próximos meses, penso que essa redução vai comprometer muito a renda dos brasileiros e consequentemente comprometer a recuperação da economia pelo consumo.”
Renda básica permanente - Além da discussão de caráter mais imediato da prorrogação do auxílio, setores do Congresso também se organizam para tornar o programa de transferência de renda permanente.
O líder do MDB no Senado, Eduardo Braga (MDB-AM), é autor de um projeto de lei (íntegra) que substitui o Bolsa Família, que paga até R$ 205 reais, pela renda básica permanente de R$ 600,00.
Marcelo Ramos também defende a implementação de uma renda básica permanente. "Acho que o país vai se unificando no entendimento de que deve haver uma política de renda mínima no país".
O deputado Alessandro Molon afirmou que o foco neste momento é prorrogar o pagamento do benefício. "Por ora, prorrogar. Embora nosso desejo seja tornar permanente".
Guedes também anunciou na reunião ministerial desta terça que vai reformular o Bolsa Família e incluir trabalhadores informais, mas não deu detalhes da iniciativa.
#fiqueemcasa
VEJA TAMBÉM:
# Maia defende corte no salário de "parlamentares" e "servidores" de todos os poderes para prorrogar auxílio emergencial de R$ 600,00.
*** Informações com CONGRESSO EM FOCO
Aluga-se excelente Ponto Comercial, localizado na Rua Cel. Pedro Aragão, 1366, Centro Comercial de Ipu, banheiro, ampla área. Lugar central e ao lado da Fábrica Wolga, coração da Terra de Iracema. ** Valor: R$ 350,00. Interessados ligar: (..) Tim (88) 9.9916-7711 ou TIM (88) 9.9985-0788.
PS.: "Se algum dia você for surpreendido pela injustiça ou pela ingratidão, não deixe de crer na vida, de engrandecê-la pela decência, de construí-la pelo trabalho." (Edson Queiroz).

0 comentários:

SITES OFICIAIS E REFERÊNCIA

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SITES E PORTAIS DE NOTÍCIAS

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

RÁDIOS PARCEIRAS DO AI

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket