terça-feira, 9 de junho de 2020

Congresso quer aumentar valor sugerido por Guedes em prorrogação do auxílio

Deputados e senadores ouvidos pelo Congresso em Foco discordam do valor de R$ 300 proposto pelo governo federal para prorrogar o auxílio emergencial e já se articulam para que o benefício permaneça em R$ 600.
O ministro da Economia, Paulo Guedes, confirmou a prorrogação nesta terça-feira (09-06-2020) durante reunião ministerial.
O projeto aprovado pelo Congresso permite, se o Poder Executivo desejar, fazer a prorrogação do auxílio, mas, como o valor defendido pelo governo é menor que o da lei, será necessário o envio de nova proposta, possivelmente uma medida provisória, para ser analisada pelo Congresso.
“Falam em R$ 300,00 para tentar fechar em R$ 500 ou R$ 600. Medo do Congresso querer aumentar. Não vai querer acelerar [o envio do projeto] para não antecipar a discussão. Mas quando chegar, temos condições de votar em 48 horas em cada Casa”, disse a presidente da Comissão de Constituição e Justiça do Senado, Simone Tebet (MDB-MS).
O líder do PSB na Câmara, Alessandro Molon (RJ), disse ser favorável à prorrogação, mas critica a redução do valor. “Estamos trabalhando para encontrar os recursos necessários para garantir a prorrogação a R$ 600”, declarou.
O deputado Marcelo Ramos (PL-AM) afirma que não há motivo para mudança no valor, já que não houve sinal de retomada da economia e as famílias ainda precisam ser amparadas pelo Estado. “Considerando que não há nenhum sinal de mínima recuperação da economia pelos próximos meses, penso que essa redução vai comprometer muito a renda dos brasileiros e consequentemente comprometer a recuperação da economia pelo consumo.”
Renda básica permanente - Além da discussão de caráter mais imediato da prorrogação do auxílio, setores do Congresso também se organizam para tornar o programa de transferência de renda permanente.
O líder do MDB no Senado, Eduardo Braga (MDB-AM), é autor de um projeto de lei (íntegra) que substitui o Bolsa Família, que paga até R$ 205 reais, pela renda básica permanente de R$ 600,00.
Marcelo Ramos também defende a implementação de uma renda básica permanente. "Acho que o país vai se unificando no entendimento de que deve haver uma política de renda mínima no país".
O deputado Alessandro Molon afirmou que o foco neste momento é prorrogar o pagamento do benefício. "Por ora, prorrogar. Embora nosso desejo seja tornar permanente".
Guedes também anunciou na reunião ministerial desta terça que vai reformular o Bolsa Família e incluir trabalhadores informais, mas não deu detalhes da iniciativa.
#fiqueemcasa
VEJA TAMBÉM:
# Maia defende corte no salário de "parlamentares" e "servidores" de todos os poderes para prorrogar auxílio emergencial de R$ 600,00.
*** Informações com CONGRESSO EM FOCO
Aluga-se excelente Ponto Comercial, localizado na Rua Cel. Pedro Aragão, 1366, Centro Comercial de Ipu, banheiro, ampla área. Lugar central e ao lado da Fábrica Wolga, coração da Terra de Iracema. ** Valor: R$ 350,00. Interessados ligar: (..) Tim (88) 9.9916-7711 ou TIM (88) 9.9985-0788.
PS.: "Se algum dia você for surpreendido pela injustiça ou pela ingratidão, não deixe de crer na vida, de engrandecê-la pela decência, de construí-la pelo trabalho." (Edson Queiroz).

0 comentários:

SITES OFICIAIS E REFERÊNCIA

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SITES E PORTAIS DE NOTÍCIAS

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

RÁDIOS PARCEIRAS DO AI

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

POSTAGENS MAIS LIDAS