quinta-feira, 23 de abril de 2020

Mulher declarada morta se mexe em funerária e é salva

No dia 11 de abril, uma mulher de 46 anos, com câncer no ovário, foi levada pelo marido a uma clínica na cidade de Coronel Oviedo, do Paraguai, com pressão alta. Horas depois de chegar ao centro de saúde, o médico Heriberto Vera, que a atendeu, declarou sua morte.
O marido, Maximino Duarte Ferreira, e a filha, Sandra Duarte, então, prepararam o enterro. Os funcionários da funerária para onde o corpo dela foi levado, porém, encontraram Gladys se mexendo dentro do saco para cadáver onde tinha sido colocada. Eles descobriram que ela ainda estava viva pouco antes da aplicação de formol — substância usada para conservar o corpo, que pode provocar uma série de complicações na pele.
Depois disso, de acordo com o jornal Extra, ela foi levada rapidamente a um hospital, onde está em estado grave, mas estável. A família prestou queixa na polícia contra o médico. “Ele (Heriberto) achou que ela estivesse morta e me entregou o corpo nu dela para mim, como se fosse um animal, sem atestado de óbito”, desabafou o marido.
*** Informações com: Metrópoles
Atenção - Pedimos aos nossos "Seguidores amigos" que participem do nosso novo Canal de Comunicação de Vídeos do YouTube. Contamos com a inscrição de todos. CLIQUE AQUI. Estamos também trabalhando com imagens aéreas de Drone. Interessados ligar: (..) Tim (88) 9.9916-7711.

0 comentários:

SITES OFICIAIS E REFERÊNCIA

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SITES E PORTAIS DE NOTÍCIAS

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

RÁDIOS PARCEIRAS DO AI

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

POSTAGENS MAIS LIDAS