sexta-feira, 10 de abril de 2020

Entenda por Fortaleza está com o maior índice de contaminação do COVID-19; 18 mil desembarcaram da Europa e dos EUA na Capital em fevereiro

Quando os primeiros casos de Covid-19 foram registrados no Brasil ao fim de fevereiro, o Aeroporto Internacional de Fortaleza ainda operava normalmente voos para Europa e Estados Unidos, onde o novo coronavírus já vinha se alastrando. Segundo dados da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), o terminal da Capital recebeu em fevereiro pouco mais de 18 mil passageiros provenientes do exterior, com exceção de Buenos Aires (Argentina) e Caiena (Guiana Francesa), que ainda não tinham histórico de casos.
O número de passageiros internacionais que passaram em Fortaleza, contabilizando as origens na Europa e Estados Unidos, é o maior entre os aeroportos do Nordeste. Em igual período, desembarcaram no Aeroporto Internacional do Recife 13 mil viajantes, enquanto que em Salvador, passaram pouco mais de 10 mil pessoas vindas do exterior, com exceção da América do Sul e Central.
Na Capital, neste período, a maioria dos passageiros teve origem em Lisboa (5.025), Miami (3.812), Paris (3.003) e Amsterdã (2.754). Embora Portugal e Holanda não tivessem registrado, em fevereiro, muitos casos confirmados de Covid-19, grande parte dos viajantes vem de outros países e faz conexão nestes locais, o que significa dizer que boa parcela pode ter transitado por regiões que, naquela época, já sinalizavam muitas ocorrências da doença.
De acordo com a plataforma digital IntegraSUS, montada pela Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), até às 17h10 de ontem (9), oEstado já contabilizava 1.445 casos confirmados da Covid-19 e 57 óbitos em decorrência dessa infecção viral. Fortaleza concentra a maioria dos registros: 1.283 confirmações e 45 mortes.
Antes da crise do novo coronavírus, o Aeroporto de Fortaleza operava semanalmente pelo menos 25 voos para o exterior. Com o agravamento da crise, as rotas foram aos poucos sendo suspensas.
No entanto, as companhias já planejam seus retornos ao terminal da Capital. A maioria delas pretende voar em maio. A Air Europa, por exemplo, deve retomar as operações entre Madri e Fortaleza a partir de maio com dois voos semanais, conforme as previsões iniciais da empresa.
Já a portuguesa TAP deve voltar também em maio com cinco voos semanais até julho, passando para diária a frequência para Lisboa em julho. A Air France/KLM planejam o retorno ao Ceará no próximo mês a Paris e a Amsterdã, respectivamente.
Os voos para Miami pela Latam também estão previstos para maio. Pelo planejamento da empresa, a operação deve retornar com um voo semanal a menos, com quatro frequências por semana para a cidade norte-americana.
Gol e Azul devem retornar apenas em julho. A Gol, com voos diários para Miami e semanais para Buenos Aires, e a Azul, com sua ligação semanal para Caiena.
Já a Cabo Verde Airlines anunciou ontem (9) que deve retomar os voos também em julho deste ano. As informações fazem parte do Sistema de Registro de Operações da Anac que as companhias utilizam para programar seus voos. Os dados podem sofrer alteração à medida que surjam novas medidas para conter a crise sanitária.
#fiqueemcasa
*** Informações com DIÁRIO DO NORDESTE
Atenção - Pedimos aos nossos "Seguidores amigos" que participem do nosso novo Canal de Comunicação de Vídeos do YouTube. Contamos com a inscrição de todos. CLIQUE AQUI. Estamos também trabalhando com imagens aéreas de Drone. Interessados ligar: (..) Tim (88) 9.9916-7711.

0 comentários:

SITES OFICIAIS E REFERÊNCIA

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SITES E PORTAIS DE NOTÍCIAS

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

RÁDIOS PARCEIRAS DO AI

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

POSTAGENS MAIS LIDAS