quinta-feira, 23 de abril de 2020

Covid-19: com 407 mortes em 24 horas, Brasil vive pior dia da pandemia nesta quinta (23).


O Brasil viveu nesta quinta-feira (23-04-2020) um salto no número de mortos pela covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus. Depois de manter menos de 200 mortes por dia desde o início da semana passada, o país registrou oficialmente 407 casos fatais. Desde o início da pandemia, são 3.313 óbitos. O número de casos segue igualmente em expansão, segundo boletim do Ministério da Saúde – ontem, eram 45.757 contaminados e hoje, 49.492.
Em entrevista coletiva após a divulgação dos dados, o ministro da Saúde, Nelson Teich, assumiu que os números devem aumentar, mas sem admitir que a doença a aparente explosão da pandemia. “Não sabemos se isso aí representa um esforço de fechar diagnósticos ou linha de tendência de aumento.”Vamos ver o que vai acontecer”, disse Teich.
Epicentro - São Paulo segue como o epicentro da infecção pelo novo coronavírus no país e, proporcionalmente, hoje o estado também registrou recorde de mortes em 24 horas. Foram 211 óbitos, totalizando 1.345 vítimas fatais da covid-19 desde o início do surto. Foram mais de oito mortos por hora.
Também em São Paulo, a Secretaria Estadual de Saúde informa que 114 cidades contam vítimas fatais da doença. Contaminados estão em 256. O número total de doentes confirmados é de 16.740. Os números ainda estão abaixo da realidade. As autoridades em saúde assumem que a subnotificação é realidade pelo baixo número de testes. Os casos podem ser de cinco a 15 vezes mais numerosos.
O prefeito da capital, Bruno Covas (PSDB), disse mais cedo que “o pior ainda está por vir”, ao anunciar a ampliação da estrutura funerária da cidade, para poder dar conta dos corpos de vítimas do novo coronavírus. “Nossa prioridade é a defesa da vida da população de São Paulo. Vamos fazer o possível para não termos em São Paulo o que vemos pelo mundo”, completou.
Números - O Sudeste tem também o segundo estado com maior número de casos e mortos, o Rio de Janeiro, que registra 6.172 infectados e 530 mortos pelo novo coronavírus. Em seguida vem o Ceará, com 4.598 doentes e 266 mortos; Pernambuco, com 3.519 casos e 312 mortos; e Amazonas, com 2.888 casos e 234 mortos. Amazonas e Ceará vivem com o sistema de saúde fragilizado, em situação de colapso ou pré-colapso.
O Ministério da Saúde está alterando a orientação sobre o isolamento social como forma de conter os impactos da pandemia. Após pressão do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que chegou a demitir um ministro (Luiz Henrique Mandetta), Nelson Teich anunciou que já estuda flexibilizar a quarentena.
Entretanto, demais autoridades sanitárias, especialistas, cientistas e médicos defendem em quase consenso que o momento é de ficar em casa. O isolamento social evita não apenas o contágio, mas a explosão rápida de casos, o que tende a colapsar o sistema de saúde pela falta de leitos e equipamentos de proteção e manutenção da vida.
#fiqueemcasa
*** Informações com REDE BRASIL ATUAL
Atenção - Pedimos aos nossos "Seguidores amigos" que participem do nosso novo Canal de Comunicação de Vídeos do YouTube. Contamos com a inscrição de todos. CLIQUE AQUI. Estamos também trabalhando com imagens aéreas de Drone. Interessados ligar: (..) Tim (88) 9.9916-7711.

0 comentários:

SITES OFICIAIS E REFERÊNCIA

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SITES E PORTAIS DE NOTÍCIAS

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

RÁDIOS PARCEIRAS DO AI

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

POSTAGENS MAIS LIDAS