quinta-feira, 12 de março de 2020

Governo do Ceará anuncia nesta quinta (12) R$ 45 milhões para ações contra avanço da doença, Coronavirus. Assista

O secretário da Saúde do Ceará, Carlos Roberto Martins, o Dr. Cabeto, realizou coletiva de imprensa nesta quinta-feira (12-03-2020) para atualizar as ações do Governo do Estado a respeito da crise causada pelo coronavírus. No momento, o Ceará permanece sem casos confirmados de pacientes com coronavírus. Até o momento, são 20 casos suspeitos e outros 62 já descartados. Diversas medidas foram anunciadas para tentar conter o avanço da doença no estado, entre elas, a liberação de R$ 45 milhões para as ações necessárias. 
"Neste momento não cabe medidas extremas, como fechar instituições, reuniões, porque não chegamos na fase de transmissão comunitária e nem temos indícios nesse momento, evidentemente. Isso pode mudar em dias ou semanas e temos que estar preparados para atualizar diariamente essas matérias", tranquiliza Dr. Cabeto. A transmissão comunitária diz respeito a casos transmitidos de pessoa para pessoa dentro do próprio estado. 
Momentos antes da coletiva, o governador Camilo Santana (PT) adiantou, em postagem no Facebook, as medidas autorizadas pela gestão estadual. Estão previstas a ampliação de leitos de retaguarda e de UTI, com 200 enfermarias e 30 leitos de terapia intensiva. Além disso, cinco hospitais de Fortaleza, três hospitais regionais e sete UPAs estarão preparadas para atendimento de pacientes. Tanto as unidades hospitalares públicas, quanto privadas, receberão treinamento e orientação
Os casos suspeitos serão informados e acompanhados pela Sesa. Todas as ocorrências de suspeitas e casos descartados serão divulgados diariamente pela Secretaria da Saúde por meio de boletim epidemiológico. As visitas em unidades prisionais também passarão por triagem por equipes médicas. 
Situação nacional - Em todo o País, são 77 casos confirmados e 1.427 suspeitos. No Mundo, as mortes passam de 4 mil. 
A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou pandemia do Covid-19 (coronavírus), nesta quarta-feira (11).
O órgão alertou que o número de pacientes infectados, de mortes e de países atingidos deve aumentar nos próximos dias e semanas.
O termo pandemia se refere ao momento em que uma doença já está espalhada por diversos continentes com transmissão sustentada entre as pessoas.
"A declaração de uma pandemia não é como a de uma emergência internacional - é uma caracterização ou descrição de uma situação, não é uma mudança na situação. (...) Não é hora para os países seguirem apenas para a mitigação", disse Michael Ryan, diretor-executivo do programa de emergências da OMS. 
TRANSMISSÃO E CUIDADOS - O novo vírus é transmitido por vias respiratórias, pelo ar, e por gotículas de saliva que saem em um espirro ou tosse, por exemplo, e também podem ser transferidas por contato físico ou superfícies contaminadas. 
SINTOMAS - Os principais sintomas são tosse seca, febre e cansaço. Algumas pessoas podem sentir dores no corpo, inflamação na garganta, congestionamento nasal e diarreia. 
PREVENÇÃO - As pessoas devem ter cuidado com a higienização das mãos e evitar tocar mucosas do olho, nariz e boca.

*** Informações com DIÁRIO DO NORDESTE.

0 comentários:

SITES OFICIAIS E REFERÊNCIA

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SITES E PORTAIS DE NOTÍCIAS

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

RÁDIOS PARCEIRAS DO AI

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

POSTAGENS MAIS LIDAS