quarta-feira, 2 de outubro de 2019

The Walking Dead entra no décimo ano: Há quanto tempo existe o apocalipse zumbi?


No próximo domingo (6), a série The Walking Dead entra na décima temporada. No ar desde 2010, o drama zumbi mostrou seus personagens em inúmeros perrengues, em embates contra mortos-vivos ou contra inimigos humanos, de carne e osso. Mas afinal de contas, há quanto tempo eles estão vivendo nesse apocalipse zumbi?
O marco zero, ou melhor, o primeiro dia do surto aconteceu mais de dois meses (64 dias) antes dos eventos da primeira temporada. De lá para cá, se passaram nove anos e meio, 3.500 dias nos quais os humanos tentam se socializar em um mundo no qual quem morre volta à vida como um zumbi, devido a um vírus. E nada da cura ser encontrada, até porque esse não é o objetivo da trama.
Composta de seis episódios, a primeira temporada é a menor de todas. Nela, o xerife Rick Grimes (Andrew Lincoln) acordou no hospital, viu Morgan Jones (Lennie James) e assimilou o que estava acontecendo. Na linha do tempo da série, esse momento ocorreu no 59º dia após o surto.
A segunda temporada teve mais episódios, 13 no total, mas empacou no andamento, com eventos que se passaram em apenas 17 dias. Foi aqui que os sobreviventes encontraram a fazenda de Hershel Greene (Scott Wilson), e Carl Grimes (Chandler Riggs) ganhou o chapéu do pai policial (peça que hoje está com a menina Judith).
Da terceira temporada em diante, Walking Dead passou a lançar 16 episódios a cada ano. Da segunda para a terceira temporada, houve o primeiro salto no tempo, de sete meses. O que aconteceu nesse ínterim foi revelado aos poucos ao longo da terceira temporada, que foi aquela na qual os sobreviventes acharam um complexo prisional, e Lori Grimes (Sarah Wayne Callies) deu à luz Judith. A terceira temporada narrou eventos ocorridos em 20 dias.
O primeiro ano do apocalipse zumbi foi completado na quarta temporada. Os sobreviventes lidavam com o grande vilão da história até então, O Governador (David Morrissey), morto por Michonne (Danai Gurira). Após isso, o grupo seguiu a saga de encontrar abrigo em outro lugar e se deparar com um novo vilão. O point da vez foram vagões de trens e os inimigos, canibais.
A comunidade de Alexandria, o principal santuário dos sobreviventes, entrou em cena na quinta temporada. Rick e sua trupe tiveram de bater de frente com os habitantes de lá, que viviam em uma bolha, sem se dar conta da realidade cruel para lá dos muros que cercavam o condomínio. Aqui foi outro momento de marasmo de Walking Dead, com um mês de história espalhado em 16 capítulos.
O mundo de Walking Dead começou a se expandir um pouco na sexta temporada, com o descobrimento da Colônia Hilltop. Os sobreviventes passaram a ser ameaçados por um grupo chamado de Salvadores, mas ainda não conheciam o líder deles. Em mais um travamento, os episódios dessa temporada se passaram em 45 dias da história do apocalipse zumbi.
O maior vilão do drama deu as caras de fato na sétima temporada, aquela que menos avançou em toda história da série: 12 dias em 16 episódios. Negan (Jeffrey Dean Morgan) matou Glenn (Steven Yeun) e Abraham (Michael Cudlitz) e se iniciou uma guerra entre os sobreviventes e os Salvadores. Outras duas comunidades são apresentadas: O Reino e Oceanside.
É na oitava temporada que se completam dois anos do surto, quando Morgan deixou a história (foi parar na série Fear The Walking Dead) e nasceu o bebê de Maggie Greene (Lauren Cohan). A guerra dos sobreviventes contra os Salvadores chegou ao fim, com Rick poupando a vida de Negan, o levando como prisioneiro para Alexandria ao invés de matá-lo. Chandler Riggs, o Carl, deixou a série --o filho de Rick foi mordido por um zumbi.
O maior salto no tempo na trama de Walking Dead se deu na nona temporada: um avanço de seis anos. Rick, o grande protagonista da saga, foi capturado (todos os personagens acham que ele morreu). Essa temporada foi a primeira sob nova direção, com a roteirista Angela Kang como showrunner.
A troca de comando deu uma nova cara para a série, muito mais dinâmica e agitada, sem aqueles episódios que focavam em um só personagem para mostrar como ele aprendeu a lutar (vide Morgan e seus golpes de Aikidô). Esse foi um exemplo do que travava a história.
A nona temporada apresentou a maluca vilã Alpha (Samantha Morton), capaz de degolar cabeças de pessoas e colocá-las em uma estaca para demarcar território. A temporada terminou no dia 3.500 após o início do surto.

*** Informações com NOTÍCIAS DA TV.

0 comentários:

SITES OFICIAIS E REFERÊNCIA

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SITES E PORTAIS DE NOTÍCIAS

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

RÁDIOS PARCEIRAS DO AI

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket