quinta-feira, 26 de setembro de 2019

Jovem de 15 anos é decapitada por facção criminosa em emboscada armada pela própria tia da vítima

Uma quadrilha formada por nove integrantes de uma facção criminosa foi presa nessa segunda-feira (22), em uma casa do bairro Pérola, na zona Oeste de Boa Vista, por envolvimento no assassinato da adolescente Glória Emanuelly Dias, de 15 anos em um tribunal do crime. 
O corpo da vítima foi encontrado decapitado, às margens da RR- 205, próximo a região do Urubuzinho, também na capital.
Durante diligências após o corpo ter sido achado, a Polícia Militar foi até bairro, onde encontrou Anderson Borges de Castro, de 27 anos, e ele indicou onde ficava um dos cativeiros usados pelo grupo.
Ao chegar a residência, os PMs fizeram buscas pelo local e encontraram todos os suspeitos em um dos quartos do imóvel.
Com isso, foram presos além de Anderson de Castro, Arlyson Borges de Castro, 22, Naeltali Gomes de Aquino, 21, Luana da Silva Chaves, 18, a tia de Gloria, Elizabeth Dias da Silva, 46, Rodrigo de Lima Costa, 22, Raimunda Nonata Lima da Costa, 36 e outras duas adolescentes de 15 e 16 anos.
Os envolvidos ainda reagiram tentando agredir os policiais, mas foram detidos. Na casa foram encontrados celulares, relógios e facas.
Segundo a PM, a tia da menina, Elizabeth Dias da Silva, armou uma emboscada após descobrir que a sobrinha e o namorado dela, Eliano da Silva Dourado, que está preso, são de facções rivais.
À PM Elizabeth disse que ela e Glória foram buscadas no bairro Bela Vista por Arlyson e outros dois suspeitos na tarde de domingo (21) e depois levadas para um cativeiro.
Ao questionarem Glória a qual organização pertencia, a jovem, segundo a tia, teria respondido ser integrante de uma facção rival, que vende drogas em Caroebe, no Sul do estado.
Depois disso, conforme a PM, a tia e sobrinha foram levadas para outro cativeiro no bairro Senador Hélio Campos, onde foi realizado um tribunal do crime. No julgamento, os suspeitos decidiram executar a garota.
Ainda segundo a PM, a tia da vítima ainda foi jurada de morte, por “acobertar” a adolescente por um dos integrantes da facção, mas para se salvar ela ofereceu a filha Luana da Silva Chaves, que deveria ser executadas nesta terça (24), o que não aconteceu.
Depois de presos, todos os envolvidos foram levados à Central de Flagrantes, para realização dos procedimentos cabíveis.
*** Informações com: De Olho News
Acompanhe as notícias diariamente do Portal de Notícias Aconteceu Ipu pela rede social: #AconteceuIpu (Facebook da nossa redação). Entre em contato pelo whatsapp: (88) 9.9916-7711 (TIM). Contrate também nosso Departamento de Marketing para cobertura de eventos pelo telefone: (88) 9.8121-9041 (VIVO).
PS.: "Se algum dia você for surpreendido pela injustiça ou pela ingratidão, não deixe de crer na vida, de engrandecê-la pela decência, de construí-la pelo trabalho." (Edson Queiroz).

0 comentários:

SITES OFICIAIS E REFERÊNCIA

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SITES E PORTAIS DE NOTÍCIAS

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

RÁDIOS PARCEIRAS DO AI

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket