sexta-feira, 26 de abril de 2019

Mãe é presa após aparecer em vídeo dando cigarro de maconha para o filho de 1 ano

Uma mãe foi presa por publicar um vídeo em que aparece colocando um cigarro de maconha na boca de um bebê de um ano. De acordo com informações do Daily Mail , o Departamento de Polícia de Raleigh, na Carolina do Norte, Estados Unidos, identificou Brianna Ashanti Lofton, de 20 anos, depois de receber denúncias sobre a publicação na internet. A mulher foi detida na quarta-feira (21).As imagens postadas no perfil pessoal de Brianna, no Facebook, tornaram-se virais na internet no começo de dezembro do ano passado, sendo apagadas em 2018, sendo vistas mais de um milhão de vezes. No vídeo, o bebê aparece inalando e exalando a fumaça pela boca, com a ajuda da mãe.
Segundo as autoridades, Lofton foi presa “sob acusação de abuso infantil, e por contribuir para atos ilegais, com a posse de maconha em sua residência”. Atualmente, ela está no Centro de Detenção do Condado de Wake, e a criança, sob os cuidados do serviço de proteção infantil dos EUA.
Em sua página no Facebook, o departamento policial agradeceu aos internautas que ajudaram na conclusão do caso. "Muito obrigado a todos que postaram informações sobre a mãe a criança. Graças à sua vontade e envolvimento, o bebê está em segurança e Brianna, sob custódia da polícia. Apreciamos todo o tipo de assistência e iniciativa que auxiliem nossas missões", escreveu.
Criança fumando cigarro
Na Indonésia, um caso semelhante ocorreu em fevereiro deste ano, após uma foto também se tornar viral e chegar à polícia. Um homem identificado somente como Mazammil, de 36 anos, foi encontrado e detido pelos oficiais de Ilha Madura depois que internautas passaram a enviar a imagem onde um bebê de nove meses aparece fumando cigarro .
De acordo com o jornal Metro , o indonésio colocou um cigarro na boca do menino e obrigou a esposa, Ummu Slamah, de 18 anos, a tirar uma foto e publicar nas redes sociais.
A polícia ainda expôs que há grandes chances de o rapaz permanecer preso, principalmente se levada em consideração a Lei de Proteção à Criança, que pode acarretar em uma condenação de aproximadamente seis meses ao homem. A mãe do bebê não foi levada à delegacia junto do marido, e nem será condenada a uma pena de prisão.
*** Informações com: IG
Acompanhe as notícias diariamente do Portal de Notícias Aconteceu Ipu pela rede social: #AconteceuIpu (Facebook da nossa redação). Entre em contato pelo whatsapp: (88) 9.9916-7711 (TIM). Contrate também nosso Departamento de Marketing para cobertura de eventos pelo telefone: (88) 9.8121-9041 (VIVO).
PS.: "Se algum dia você for surpreendido pela injustiça ou pela ingratidão, não deixe de crer na vida, de engrandecê-la pela decência, de construí-la pelo trabalho." (Edson Queiroz).

0 comentários:

SITES OFICIAIS E REFERÊNCIA

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SITES E PORTAIS DE NOTÍCIAS

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

RÁDIOS PARCEIRAS DO AI

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket