segunda-feira, 4 de fevereiro de 2019

Destemperado, Renan Calheiros ataca jornalista pelo Twitter

O senador Renan Calheiros atacou, na noite desse domingo (3/2), a jornalista Dora Kramer, da Revista Veja. No Twitter, o parlamentar alagoano fez acusações sobre a vida íntima da repórter e de Ramez Tebet (1936-2006), pai de Simone Tebet (MDB-MS).
Após manifestações de apoio à colunista e críticas ao parlamentar, Renan apagou a postagem.
A destemperada reação de Renan ocorreu após uma coluna publicada por Dora Kramer no site de Veja. No texto, a jornalista diz que a derrota do alagoano na disputa pela presidência do Senado – ele perdeu para o senador Davi Alcolumbre (DEM-AP) – se deu por arrogância.
“O senador até agora considerado imbatível no quesito dominação de apoios internos, foi vítima da própria arrogância, que o impediu de perceber a mudança do rumo dos ventos. Achou que poderia renovar e dobrar a aposta. Tombou vítima de uma série de manobras que já havia aplicado quando no poder e que desta vez foram adotadas contra ele. Subestimou o adversário e, com isso, levou junto o MDB, que, pela primeira vez, em muitos anos está fora do comando do Poder Legislativo, campo essencial para a atuação do partido”, escreveu Kramer.
Depois da postagem de Renan Calheiros, a jornalista demonstrou gratidão, no Facebook, pelo apoio recebido e disse que não vai ficar alimentado o assunto: “Amigos, agradeço demais as manifestações, mas quero dizer que me abalo zero com essa coisa do Twitter. Não vou responder porque o que ele diz fala por ele”. Nas redes sociais, várias pessoas saíram em defesa de Kramer.
Disputa no SenadoNa tarde de sábado (2), em meio à tumultuada eleição para a presidência do Senado, Renan Calheiros subiu na tribuna e retirou a candidatura. Em seu discurso, o parlamentar alagoano, visivelmente alterado, fez duras acusações contra seus rivais.
“Não entendo que o Davi é o Davi. O Davi é o Golias. Davi sou eu. Ele atropela o Congresso, o próximo passo é o Supremo Tribunal Federal (STF). Sem o cabo e sem o sargento”, disse.
Na sua declaração, o emedebista faz referência à história bíblica de Davi e Golias, na qual o pequeno Davi vence um gigante que atendia pelo nome de Golias. Além disso, ele recorre à fala do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSD-SP) de que, para fechar o Supremo Tribunal Federal, era necessário apenas “um cabo e um soldado”.
Briga com a família TebetO ataque ao ex-senador Ramez Tebet, feito no mesmo tuíte em que ofende Dora Kramer, teve direção clara. Na eleição de sábado (2), Simome Tebet (MDB-MS) lançou candidatura avulsa, contrariando a decisão da bancada do MDB.
Próximo ao momento da votação, ela desistiu de concorrer ao posto e, em seguida, declarou voto a Davi Alcolumbre.
*** Informações com Metrópole
Acompanhe as notícias diariamente do Portal de Notícias Aconteceu Ipu pela rede social: #AconteceuIpu (Facebook da nossa redação). Entre em contato pelo whatsapp: (88) 9.9916-7711 (TIM). Contrate também nosso Departamento de Marketing para cobertura de eventos pelo telefone: (88) 9.9600-1918 (TIM) e (88) 9.9292-5553 (CLARO).
PS.: "Se algum dia você for surpreendido pela injustiça ou pela ingratidão, não deixe de crer na vida, de engrandecê-la pela decência, de construí-la pelo trabalho." (Edson Queiroz).

0 comentários:

SITES OFICIAIS E REFERÊNCIA

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SITES E PORTAIS DE NOTÍCIAS

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

RÁDIOS PARCEIRAS DO AI

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket