quinta-feira, 31 de janeiro de 2019

Em Ipu, dois jovens foram foram presos nesta quarta (30), acusados de um incêndio criminoso em residência no Sítio Cajueiros.



Um jovem morador do Sítio Cajueiros registrou na manhã desta quarta-feira (30/01), denúncia de um incêndio criminoso ocorrido na casa de seus pais, na noite desta terça-feira (29/01).

As declarações da vítima, apontaram quem poderia ter perpetrado a ação criminosa. Diante dos fatos a Polícia Civil chegou a dois jovens, residentes na avenida Manoel Assis, bairro dos Pereiros, cujo acusados seriam desafetos da vítima. 

Alexandre Nonato Silva, que inclusive é primo da vítima, vocalista e cabeleireiro e Glayson Rodrigues de Sousa foram autuados em flagrante delito art. 121, § 2º, II, III, do Código Penal Brasileiro (Dec. Lei 2848) c/c art. 14, II do Código Penal Brasileiro e art.. 147, Código Penal Brasieliro (Dec. Lei 2848) art. 56, § 1º, I, Crimes Ambientais (Lei 9605).
No depoimento Alexandre Nonato Silva disse que não gosta da vítima e não tem relação com a mesma, na noite desta terça-feira, estava curtindo com a galera em um bar na Rodoviária, quando Glayson chegou e pediu para acompanhá-lo até o posto de combustíveis, para comprar álcool para uma moto, que depois afirmou que era pra tocar fogo na casa do Leandro.
Alexandre disse não ter acompanhado o mesmo e nem avisou a família do Leandro e quem quer que seja acerca das intenções do Glayson. Indagado porque tem raiva do Leandro, falou o seguinte: "Porque ele é recalcado, viado, gay, e porque tem inveja do meu bolso"!
Glayson ao ser perguntado pela autoridade policial, o motivo do ataque, respondeu que era por vingança, porque a vítima anda espalhando que ele é usuário de drogas, ladrão de moto, e que estava traindo a esposa. Indagado se estaria arrependido, Glayson foi enfático: "Ele mereceu, já me arrependi de muita coisa nessa minha vida, mas disso não"!
Declarou ainda que usou uma garrafa pet cheia de combustível (foto ao lado), secou o recipiente inteiro jogando o líquido inflamável pela janela do domicílio, na cama e no guarda-roupas, e que ainda ouviu os pais de Leandro gritando, mas se todos da casa morressem para ele era indiferente, pois queria mesmo era matar o Leandro. No ato o acusado ainda queimou os braços e a barriga.
Os dois acusados foram encaminhados à Delegacia Regional de Tianguá, para audiência de custódia, e dependendo do resultado, podem ser conduzidos para o Presídio de Sobral.

*** Informações com Repórter Francisco José
Acompanhe as notícias diariamente do Portal de Notícias Aconteceu Ipu pela rede social: #AconteceuIpu (Facebook da nossa redação). Entre em contato pelo whatsapp: (88) 9.9916-7711 (TIM). Contrate também nosso Departamento de Marketing para cobertura de eventos pelo telefone: (88) 9.9600-1918 (TIM) e (88) 9.9292-5553 (CLARO).
PS.: "Se algum dia você for surpreendido pela injustiça ou pela ingratidão, não deixe de crer na vida, de engrandecê-la pela decência, de construí-la pelo trabalho." (Edson Queiroz).
** Ouça abaixo ao áudio desta reportagem:

0 comentários:

SITES OFICIAIS E REFERÊNCIA

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SITES E PORTAIS DE NOTÍCIAS

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

RÁDIOS PARCEIRAS DO AI

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket