sexta-feira, 25 de janeiro de 2019

Barragem de rejeitos da Vale se rompe e causa destruição em Brumadinho (MG) início da tarde desta sexta (25). Assista

Uma barragem de rejeitos da Vale, na cidade de Brumadinho, em Minas Gerais, se rompeu no início da tarde desta sexta-feira (25/1), causando destruição na região metropolitana de Belo Horizonte, capital mineira. Segundo o Corpo de Bombeiros, há vítimas, pois a lama atingiu, além da parte técnica da mineradora, uma comunidade próxima ao local. O número de pessoas atingidas ainda não foi divulgado pelas autoridades. O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama) já foi acionado para avaliar os danos ambientais. Há três anos, o Brasil vivia uma das maiores tragédias do tipo, também em MG, com o rompimento da barragem de Mariana, que deixou 19 mortos.
O Corpo de Bombeiros de Minas Gerais está mobilizado para atender a ocorrência. Imagens áreas feitas pela corporação são impressionantes e dão dimensão do estrago. Em um dos vídeos, feitos por trabalhadores da mineradora, ele diz que o rompimento aconteceu na hora do almoço e atingiu um restaurante, que estava cheio de pessoas. Não há informação quanto ao estado de saúde delas, se conseguiram escapar a tempo ou se foram atingidos pela lama.  
A barragem que se rompeu é a de Mina do Feijão, que pertence à Vale, mineradora brasileira multinacional, uma das maiores operadoras de logística do país. Em nota, a empresa confirmou que os rejeitos atingiram a área administrativa da companhia e parte da comunidade da Vila Ferteco. "A Vale acionou o Corpo de Bombeiros e ativou o seu Plano de Atendimento a Emergências para Barragens. A prioridade total da Vale, neste momento, é preservar e proteger a vida de empregados e de integrantes da comunidade”, diz a nota.  
Uma jovem moradora de Nova Lima, de 17 anos, informou que o pai dela "escapou da morte", no rompimento da barragem em Brumadinho. "Agora estamos tranquilos, porque meu pai entrou em contato com a minha mãe e disse que está tudo bem", informou a adolescente. "Ela informou que o pai trabalha há muitos anos na mina como técnico, mas ela não soube dar mais detalhes sobre vítimas.
Moradora do Bairro Araguaia, na Região do Barreiro, Marta Amorim tem familiares na região atingida e está a caminho para ajudá-los. " Minhas irmãs já saíram de casa, pegaram as roupas e os documentos só e saíram. Agora que eu estou indo pra lá,mas dizem que não estão deixando ninguém entrar na cidade não. Mas agora que eu estou indo, vou passar por uma outra estrada de terra, aí que vou chegar lá, mas minhas irmãs já estão na roça, graças a Deus”, disse.  
*** Informações com Jornal Correio Braziliense
Acompanhe as notícias diariamente do Portal de Notícias Aconteceu Ipu pela rede social: #AconteceuIpu (Facebook da nossa redação). Entre em contato pelo whatsapp: (88) 9.9916-7711 (TIM). Contrate também nosso Departamento de Marketing para cobertura de eventos pelo telefone: (88) 9.9600-1918 (TIM) e (88) 9.9292-5553 (CLARO).
PS.: "Se algum dia você for surpreendido pela injustiça ou pela ingratidão, não deixe de crer na vida, de engrandecê-la pela decência, de construí-la pelo trabalho." (Edson Queiroz).

0 comentários:

SITES OFICIAIS E REFERÊNCIA

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SITES E PORTAIS DE NOTÍCIAS

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

RÁDIOS PARCEIRAS DO AI

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket