segunda-feira, 5 de novembro de 2018

Pai, mãe e três filhos morrem após queda de avião em Minas Gerais

Cinco pessoas da mesma família morreram após a queda de um avião de pequeno porte nas proximidades de Patos de Minas, no Alto Paranaíba, na manhã deste domingo (4).  De acordo com o Corpo de Bombeiros, o piloto da aeronave, Marcos Nogueira Chagas, 45 anos, e a mulher dele, Carla Giannine Pereira Medina, 44 anos, eram médicos radiologistas em Brasília e costumavam voar aos fins de semana. As outras vítimas da tragédia são os três filhos do casal, de 7, 10 e 13 anos. 
Os corpos ficaram presos aos destroços da aeronave e a Aeronáutica e a perícia da Polícia Civil foram acionadas para comparecer ao local do acidente. O avião particular, prefixo PR-ZMZ, caiu  quando o piloto tentava aterrissar no Aeroporto de Patos de Minas, que fica distante quatro quilômetros da área urbana. A aeronave caiu numa fazenda perto ao aeroporto, que não tem equipamentos de controle de voo, contando somente com a pista de pouso. 
O avião acidentado decolou de Brasilia e fazia um vôo experimental.  A queda da aeronave aconteceu por volta das 11h. Segundo os registros da Aeronáutica, o aviao pertence a Marcos Chagas e estava em situação regularizada, mas ainda em condição "privada experimental". O médico também foi registrado como operador da aeronave,  fabricada em 2013.
Por meio de nota, o Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) informou que ainda vai averiguar as causas da queda do avião. Segundo o Cenipa, os primeiros trabalhos da apuração - a chamada  "Ação Inicial da ocorrência" - serão feitos por investigadores do  Terceiro Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa III). 
O trabalho corresponde à coleta de dados - "fotografar cenas, retirar partes da aeronave para análise, reunir documentos e ouvir relatos de pessoas que possam ter observado a sequência de eventos", informou a Aeronáutica. Ainda não foi definido prazo para divulgação do resultado da investigação.
Hobby por voarAdvogado de Marcos e amigo da família, Lucas Vianna contou que o médico tinha habilitação para pilotar aeronave e aos fins de semana gostava de voar com a família e os amigos. "Ele, inclusive, me convidou para ir uma vez, mas nunca tinha surgido a oportunidade", contou.
Em consulta ao site da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), o avião aparece com a situação de aeronavegabilidade normal. O modelo RV-10 foi fabricado pela Flyer Industria Aeronáutica LTDA e pesa 1.224 quilos.
*** Informações com Jornal Estado de Minas
Acompanhe as notícias diariamente do Portal de Notícias Aconteceu Ipu pela rede social: #AconteceuIpu (Facebook da nossa redação). Entre em contato pelo whatsapp: (88) 9.9916-7711 (TIM). Contrate também nosso Departamento de Marketing para cobertura de eventos pelo telefone: (88) 9.9600-1918 (TIM) e (88) 9.9292-5553 (CLARO).
PS.: "Se algum dia você for surpreendido pela injustiça ou pela ingratidão, não deixe de crer na vida, de engrandecê-la pela decência, de construí-la pelo trabalho." (Edson Queiroz).

0 comentários:

SITES OFICIAIS E REFERÊNCIA

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SITES E PORTAIS DE NOTÍCIAS

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

RÁDIOS PARCEIRAS DO AI

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

Meus seguidores