quarta-feira, 3 de outubro de 2018

Dois incêndios destroem mais de 300 hectares em área de serra em Cariús e Aurora na divisa com a Paraíba

Vegetação nativa seca e sol intenso favorecem a ocorrência de incêndio nesse período do ano. No sítio Cana Brava, zona rural de Cariús, no Centro-Sul do Ceará, moradores tentam apagar por conta própria um fogo que acontece em uma área na serra da Mutuca. Outro incêndio ocorre no Cariri, em Aurora, no Ceará, e em Cachoeira dos Índios, na Paraíba.
O produtor rural, morador de Cana Brava, Renato Torres, estima que o fogo já destruiu mais de 200 hectares de mata e deixou um prejuízo de pelo menos R$ 50 mil com destruição de cercas. 
Segundo moradores, o fogo começou há mais de uma semana e já destruiu cercas, pastagem e mata nativa. Ainda há focos do incêndio.
Os bombeiros do Quartel de Iguatu  não foram ao local porque disseram que era de difícil acesso para os veículos tanques, e estão avaliando a situação. “Parece que a situação está controlada”, disse o sub-tenente, Lamonier César. “Estamos aguardando o retorno telefônico de um morador, que ligou ontem (terça-feira, 2) à noite. “Solicitamos que fizessem acero para facilitar o deslocamento de uma equipe com bombas costal e abafador”. Se não houver controle do fogo e ocorrer risco para os maradores o helicóptero do Ciopaer, da Polícia Militar, poderá ser acionado.
O fogo está controlado, mas ainda há focos em alguns pontos.  Na região Centro-Sul não existem equipes do Prevfogo.
Muitos dos incêndios têm origem criminosa ou resultam da queima de brocas, coivaras ainda feitas por alguns agricultores para preparo de terra para o plantio.
Ceará e Paraíba 
Na região do Cariri, há outro extenso incêndio, que atinge áreas entre o Ceará e a Paraíba, nos municípios de Cachoeira dos Índios, Paraíba, Aurora e Barro, no Ceará.
Segundo os moradores, o incêndio teria começado no sábado à tarde na divisa do Ceará com a Paraíba, no município de Cachoeira dos Índios. Já no domingo, o fogo chegou ao sítio Tipi de Cima, zona rural de Aurora.
A dona de casa, Teresa Tavares, que mora há 17 anos na localidade, contou que foi surpreendida pelas chamas na porta de casa. O agricultor Ivanildo souza que mora vizinho também ficou assustado. “As plantações irrigadas de feijão, fava e milho foram completamente destruídas”, pontuou. Ele afirma que o prejuízo teria sido maior se a comunidade não tivesse unido forças.
O incêndio já atingiu três comunidades rurais em Aurora e uma no município do Barro. O Corpo de Bombeiros foi acionado mas até agora não conseguiu controlar as chamas. Três equipes trabalham no local. O que torna difícil o combate do incêndio é que ele está distribuído em vários pontos diferentes.
Atento ao que estava acontecendo, o produtor rural, José Alves se antecipou e antes que o incêndio atingisse o rebanho de ovelhas, ele criou coragem e montou uma mini brigada, formada por amigos e vizinhos. O grupo entrou na serra, ontem à noite,  para apagar o fogo.
*** Informações com Diário do Nordeste
Acompanhe as notícias diariamente do Portal de Notícias Aconteceu Ipu pela rede social: #AconteceuIpu (Facebook da nossa redação). Entre em contato pelo whatsapp: (88) 9.9916-7711 (TIM). Contrate também nosso Departamento de Marketing para cobertura de eventos pelo telefone: (88) 9.9600-1918 (TIM) e (88) 9.9292-5553 (CLARO).
PS.: "Se algum dia você for surpreendido pela injustiça ou pela ingratidão, não deixe de crer na vida, de engrandecê-la pela decência, de construí-la pelo trabalho." (Edson Queiroz).

0 comentários:

SITES OFICIAIS E REFERÊNCIA

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SITES E PORTAIS DE NOTÍCIAS

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

RÁDIOS PARCEIRAS DO AI

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

Meus seguidores