terça-feira, 30 de outubro de 2018

Ambulante que foi agredido em barraca de praia é morto. Assista


Em abril de 2017, um vendedor ambulante foi agredido por seguranças de uma barraca na Praia do Futuro, enquanto vendia picolés. A violência foi registrada por câmeras de celular e rapidamente tomou conta das redes sociais. Um pouco mais de um ano após o caso, o vendedor foi assassinado na comunidade Alto do Morro, em Fortaleza. 
De acordo com moradores da região, a vítima estaria consumindo entorpecentes quando foi executada. Embora tenha sido indenizado pela barraca de praia onde foi agredido, o homem já não tinha mais dinheiro e realizava furtos e roubos na comunidade, maneira encontrada para sustentar o vício. 
VEJA TAMBÉM:
# Vídeo mostra vendedor sendo agredido por seguranças de barraca na Praia do Futuro
O ambulante ainda teria sido alertado sobre os riscos de realizar os crimes, uma vez que organizações criminosas não toleram delitos na comunidade. Apesar dos avisos, manteve-se furtando e roubando. 
Em junho do ano passado, dois meses após a agressão, a barraca foi condenada a pagar uma multa de R$ 30 mil para o ambulante. Conforme a decisão, o empreendimento não pode impedir o comércio de vendedores na praia. “Os seguranças que praticam a agressão estão claramente orientados a impedir que os ambulantes exerçam a atividade comercial naquela área, o que constitui uma clara afronta ao comando judicial”, afirmou o juiz federal George Marmelstein Lima, da 3ª Vara Federal no Ceará, ao julgar o pedido do MPF.

*** Informações com CNEWS
Acompanhe as notícias diariamente do Portal de Notícias Aconteceu Ipu pela rede social: #AconteceuIpu (Facebook da nossa redação). Entre em contato pelo whatsapp: (88) 9.9916-7711 (TIM). Contrate também nosso Departamento de Marketing para cobertura de eventos pelo telefone: (88) 9.9600-1918 (TIM) e (88) 9.9292-5553 (CLARO).
PS.: "Se algum dia você for surpreendido pela injustiça ou pela ingratidão, não deixe de crer na vida, de engrandecê-la pela decência, de construí-la pelo trabalho." (Edson Queiroz).

0 comentários:

SITES OFICIAIS E REFERÊNCIA

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SITES E PORTAIS DE NOTÍCIAS

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

RÁDIOS PARCEIRAS DO AI

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket