terça-feira, 30 de outubro de 2018

Ambulante que foi agredido em barraca de praia é morto. Assista


Em abril de 2017, um vendedor ambulante foi agredido por seguranças de uma barraca na Praia do Futuro, enquanto vendia picolés. A violência foi registrada por câmeras de celular e rapidamente tomou conta das redes sociais. Um pouco mais de um ano após o caso, o vendedor foi assassinado na comunidade Alto do Morro, em Fortaleza. 
De acordo com moradores da região, a vítima estaria consumindo entorpecentes quando foi executada. Embora tenha sido indenizado pela barraca de praia onde foi agredido, o homem já não tinha mais dinheiro e realizava furtos e roubos na comunidade, maneira encontrada para sustentar o vício. 
VEJA TAMBÉM:
# Vídeo mostra vendedor sendo agredido por seguranças de barraca na Praia do Futuro
O ambulante ainda teria sido alertado sobre os riscos de realizar os crimes, uma vez que organizações criminosas não toleram delitos na comunidade. Apesar dos avisos, manteve-se furtando e roubando. 
Em junho do ano passado, dois meses após a agressão, a barraca foi condenada a pagar uma multa de R$ 30 mil para o ambulante. Conforme a decisão, o empreendimento não pode impedir o comércio de vendedores na praia. “Os seguranças que praticam a agressão estão claramente orientados a impedir que os ambulantes exerçam a atividade comercial naquela área, o que constitui uma clara afronta ao comando judicial”, afirmou o juiz federal George Marmelstein Lima, da 3ª Vara Federal no Ceará, ao julgar o pedido do MPF.

*** Informações com CNEWS
Acompanhe as notícias diariamente do Portal de Notícias Aconteceu Ipu pela rede social: #AconteceuIpu (Facebook da nossa redação). Entre em contato pelo whatsapp: (88) 9.9916-7711 (TIM). Contrate também nosso Departamento de Marketing para cobertura de eventos pelo telefone: (88) 9.9600-1918 (TIM) e (88) 9.9292-5553 (CLARO).
PS.: "Se algum dia você for surpreendido pela injustiça ou pela ingratidão, não deixe de crer na vida, de engrandecê-la pela decência, de construí-la pelo trabalho." (Edson Queiroz).

0 comentários:

SITES OFICIAIS E REFERÊNCIA

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SITES E PORTAIS DE NOTÍCIAS

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

RÁDIOS PARCEIRAS DO AI

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

Meus seguidores