sexta-feira, 17 de agosto de 2018

Falso motorista de aplicativo desviava corridas e estuprava passageiras na Praia do Futuro, em Fortaleza. Assista


Patrick Gomes do Nascimento, 26 anos, não despertava suspeitas de ninguém. Bem vestido, carro limpo e técnico de radiologia que não exercia mais a função, tendo sua renda baseada nas corridas que fazia em aplicativos de mobilidade. O condutor, no entanto, é apontado como autor de diversos crimes de estupro contra passageiras na capital. Preso na quinta-feira (16-08-2018), o condutor ainda agredia fisicamente e roubava pertences de algumas vítimas. 
De acordo com o delegado Edvando França, as investigações duraram meses e a prisão demorou a acontecer por conta da maneira com que Patrick conduzia os crimes. O motorista costumava usar o mesmo carro, mas no aplicativo, aparecia o nome de outro condutor, com outra placa e outro modelo de automóvel ou de motocicleta. Ao buscarem o homem através da identificação fornecida pelo serviço, os policiais se deparavam com pessoas que não tinham nenhuma relação com os estupros. A documentação de alguns pacientes da clínica de radiologia onde ele trabalhou anteriormente chegou a ser usada pelo criminoso. "Ele era um motorista usual. Apesar de ser radiologista, ele estava atuando apenas como motorista de aplicativo, dizendo que o mercado estava difícil", explicou o delegado. 
Conforme as investigações, ao chegar ao endereço apresentado pelas vítimas, Patrick chamava as passageiras pelo nome e fazia uma viagem diferente do endereço informado. Para não levantar suspeitas, inicialmente costumava agir educadamente e questionava se o GPS não estava com problemas. Quando o carro estava em um local mais deserto, o suspeito agia com agressividade. "As mulheres não eram levadas para o mesmo ponto, mas sempre eram lugares ermos. Parque do Cocó, Dunas, Cidade 2000. Não há como precisar o número de pontos, uma vez que acreditamos que existam mais vítimas que ainda não denunciaram", detalhou o delegado. 
Com Patrick, a Polícia Civil apreendeu notebook, celulares e o carro usado nas corridas. Segundo Edvando França, as plataformas utilizadas pelo criminoso também foram lesionadas. "O aplicativo também é vítima. Ele [Patrick] também deverá responder por estelionato", detalhou. "Ele disse que fazia de 20 a 30 viagens por dia. Com isso, causou um prejuízo para as empresas também. Estamos colhendo essas informações para tentar localizar outras possíveis vítimas", finalizou. 
Patrick ficará preso nos próximos 30 dias, mas o prazo poderá ser ampliado. O material apreendido será usado na investigação.

*** Informações com CNEWS
Acompanhe as notícias diariamente do Portal de Notícias Aconteceu Ipu pela rede social: #AconteceuIpu (Facebook da nossa redação). Entre em contato pelo whatsapp: (88) 9.9916-7711 (TIM). Contrate também nosso Departamento de Marketing para cobertura de eventos pelo telefone: (88) 9.9600-1918 (TIM) e (88) 9.9292-5553 (CLARO).
PS.: "Se algum dia você for surpreendido pela injustiça ou pela ingratidão, não deixe de crer na vida, de engrandecê-la pela decência, de construí-la pelo trabalho." (Edson Queiroz).

0 comentários:

SITES OFICIAIS E REFERÊNCIA

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SITES E PORTAIS DE NOTÍCIAS

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

RÁDIOS PARCEIRAS DO AI

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

Meus seguidores