domingo, 29 de julho de 2018

“Em qualquer circunstância, eu estarei ao lado de Lula”, declara Camilo em encontro do PT

O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), declarou apoio ao ex-presidente Lula “em qualquer circunstância”, durante o Encontro de Tática do PT neste sábado (28-07-2018). O anúncio vai de encontro à expectativa do padrinho político de Camilo, o candidato à Presidência Ciro Gomes (PDT), de ter apoio no palanque de Camilo no Ceará.
A definição da posição do governador da disputa enfraquece ainda mais a estratégia do PDT que ainda batalha por alianças nacionais e por apoio de partidos da esquerda, como PSB e PCdoB. Na quarta-feira (25), a deputada federal Luizianne Lins (PT) disse que brigaria pela indicação ao Governo, caso Camilo não declarasse apoio a Lula ou a candidato do PT a presidente neste sábado.
Ainda que Camilo não tenha sido claro sobre apoiar um nome que não seja o de Lula, o PT trabalha com a possibilidade de o ex-presidente não ser enquadrado na lei da ficha suja e tornar-se candidato em 2018. Lula está preso desde 7 de abril e escolheu o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad como seu porta-voz. Haddad é cotado como nome para substituir Lula nas eleições.
Durante seu discurso, o governador falou também sobre especulações de mudança de partido. “Passei 3 anos e 7 meses à frente do governo e todo mundo dizia que Camilo ia sair do PT, foram várias manchetes de jornais. Não sei qual era a intenção disso, se era para desarticular ou desorganizar o governo do PT”, afirmou.
“Há 17 anos, sou filiado ao partido e tenho muito orgulho disso”, ressaltou Camilo.
SenadoO governador, no entanto, não fez se posicionou publicamente sobre quem vai disputar o Senado na sua chapa. O PDT deve indicar o ex-governador Cid Gomes, também padrinho político de Camilo. A segunda vaga está indefinida entre o ex-adversário Eunício Oliveira (MDB) e um nome do PT, que pode ser o do atual senador José Pimentel.
Ao chegar ao evento, Camilo recuou na defesa da candidatura de Eunício e disse que iria esperar a decisão da maioria dos delegados do PT. Durante a semana, lideranças petistas, como o deputado federal José Guimarães, estiveram no Palácio da Abolição.
Umas das principais defensoras pela vaga do Senado, a deputada federal Luizianne Lins chegou ao evento após o discurso de Camilo. Ela criticou que o partido não pode sair do encontro sem uma decisão sobre o Senado. “Vai ser um baque muito grande para a militância”, pontou.
Ela disse ainda que, se o partido não optar pela vaga de senador, será apresentado um recurso à Executiva Nacional, “porque a gente acha muito grave que não tenha um candidato ao Senado que peça voto para o Lula”.
*** Informações com Tribuna do Ceará
Acompanhe as notícias diariamente do Portal de Notícias Aconteceu Ipu pela rede social: #AconteceuIpu (Facebook da nossa redação). Entre em contato pelo whatsapp: (88) 9.9916-7711 (TIM). Contrate também nosso Departamento de Marketing para cobertura de eventos pelo telefone: (88) 9.9600-1918 (TIM) e (88) 9.9292-5553 (CLARO).
PS.: "Se algum dia você for surpreendido pela injustiça ou pela ingratidão, não deixe de crer na vida, de engrandecê-la pela decência, de construí-la pelo trabalho." (Edson Queiroz).

0 comentários:

SITES OFICIAIS E REFERÊNCIA

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SITES E PORTAIS DE NOTÍCIAS

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

RÁDIOS PARCEIRAS DO AI

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

Meus seguidores