segunda-feira, 18 de junho de 2018

Tite não contém reclamação por gol validado da Suíça

Tite até tentou manter a imagem de um técnico que não reclama da arbitragem após o frustrante empate por 1 a 1 com a Suíça na primeira apresentação do Brasil na Copa do Mundo, neste domingo, na Arena Rostov. Não conseguiu. Assim que se sentou para conceder entrevista coletiva, o gaúcho respondeu sobre o gol validado do time adversário (Zuber empurrou o zagueiro Miranda antes de cabecear para a rede) e o pênalti não assinalado em cima do centroavante Gabriel Jesus.
“Gostaria de uma pergunta de cunho de desempenho, para não ter uma conotação de desculpa”, esquivou-se Tite, antes de fazer a sua crítica à atuação do árbitro mexicano César Ramos. “Vou falar só uma vez. O lance do Miranda foi muito claro. Não estou justificando o resultado. Absolutamente, não. Quem me conhece sabe disso. Mas não foi pouco. Foi muito claro.”
O lance envolvendo Miranda ocorreu aos quatro minutos do segundo tempo, após cobrança de escanteio. Aos 27, Gabriel Jesus recebeu a bola do meia Renato Augusto dentro da área, foi agarrado por Akanji e pediu pênalti. O árbitro mandou o jogo seguir.
“Esse segundo lance é passível de interpretação. O primeiro, não”, diferenciou Tite, apesar de não recriminar os seus jogadores pelos pedidos contidos para a utilização do árbitro de vídeo, que permaneceu omisso. “Não temos que pressionar a arbitragem. Existe todo um sistema, pessoas responsáveis para avaliar o que é legal, justo. Não posso fazer do Brasil uma equipe desequilibrada, que fica pensando em arbitragem”, defendeu.
O zagueiro Miranda foi além de pensar em um protesto exacerbado. Cogitou ter simulado um empurrão mais forte, para motivar a arbitragem a assinalar a falta. “Ele falou para mim que poderia ter caracterizado melhor, caindo no chão. Falei que não, absolutamente. Se fizesse isso, ficaria caracterizada a simulação. A gente tem que matar no peito. Não quero que eles simulem”, comentou Tite, recobrando a postura que gosta de deixar transparecer.
O técnico, porém, quebrou a promessa de reclamar da arbitragem apenas uma vez. Quando ouviu que a defesa brasileira falhou no gol de Zuber, contestou: “Aceito que falem de todos os outros jogos. De hoje, não. Foi muito claro o que aconteceu. Não posso falar de uma coisa tão notória. Se o cara empurra o jogador, vou falar o quê? Isso não é erro de posicionamento. É falta”.
*** Informações com Gazeta Esporte e Jornal O Povo


Acompanhe as notícias diariamente do Portal de Notícias Aconteceu Ipu pela rede social: #AconteceuIpu (Facebook da nossa redação). Entre em contato pelo whatsapp: (88) 9.9916-7711 (TIM). Contrate também nosso Departamento de Marketing para cobertura de eventos pelo telefone: (88) 9.9600-1918 (TIM) e (88) 9.9292-5553 (CLARO).

0 comentários:

SITES OFICIAIS E REFERÊNCIA

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SITES E PORTAIS DE NOTÍCIAS

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

RÁDIOS PARCEIRAS DO AI

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

Meus seguidores