quinta-feira, 21 de junho de 2018

Com Messi apagado, Argentina cai diante da Croácia e se complica com goleada de 3 a 0.

Num dia em que a estrela de Messi novamente não brilhou, a Croácia não teve piedade do caos defensivo do time de Jorge Sampaoli e derrotou a Argentina por 3 a 0 em Níjni Novgorod. O resultado, que classificou a Croácia, deixa a Argentina em situação delicada no grupo D. Os gols croatas foram de Rebic, Modric e Raktic.
Aos quatro minutos, Perisic chegou pela esquerda e chuto cruzado, rasteiro, para boa defesa de Caballero. Pressionada, a linha de três da zaga argentina cometia erros em sequência, com pixotadas e passes errados.
Parecendo confortável com os três pontos adquiridos na vitória de 2 a 0 contra a Nigéria, a Croácia adotou uma postura muito defensiva e permitiu chegadas da Argentina. Numa delas, Pérez chutou para fora com o gol vazio.
Os croatas reagiram através do jogo aéreo, se aproveitando da fragilidade defensiva da seleção de Jorge Sampaoli. Num cruzamento no segundo pau, Mandzukic cabeceou sozinho dentro da pequena área, mas mandou para fora.
Disputado com muita rispidez, o jogo teve lances duros em que Mercado e Salvio quase levaram a pior, gerando muitas reclamações por parte do agitado treinador argentino.
Logo aos oito da segunda etapa, o goleiro Willy Caballero deu razão às críticas dos torcedores argentinos por sua escalação. Em recuo fácil, no qual estava sozinho na bola, o veterano de 36 anos tentou um passe por cima, mas tocou com pouca força. Atento, Retic não perdoou e deu um chute certeiro para fazer 1 a 0 para a Croácia.
Também bastante questionado, assim como seu número 1 titular, Sampaoli reagiu com uma mudança difícil de se entender, já que precisava virar o jogo. Tirou Aguero, que era seu melhor homem de frente, para a entrada do também atacante Higuaín.
Com a vantagem no placar, a Croácia se encolheu mais ainda, e a Argentina cresceu no jogo. Em boa jogada pela esquerda, Higuaín cruzou e Meza perdeu a oportunidade de igualar dentro da pequena área.
Nome mais talentoso do elenco argentino depois de Messi — que novamente esteve num dia infeliz, apesar de ter lutado muito —, Dybala entrou em campo apenas aos 22 minutos do segundo tempo, no lugar de Pérez. Mas o prodígio da Juventus não foi capaz de mudar o panorama.
Aproveitando a bagunça da defesa argentina, Modric pegou a bola perto da meia-lua e acertou um lindo chute de fora da área para ampliar o placar. O baile ficaria completo nos acréscimos, quando Raktic fez mais um e fechou o marcador. Mais do que nunca, a Argentina precisará de um milagre de seu maior craque caso queira avançar para as oitavas-de-final. Além de torcer por resultados favoráveis. A crise está mais instalada do que nunca no vestiário de Sampaoli.
*** Informações com Jornal Extra


Acompanhe as notícias diariamente do Portal de Notícias Aconteceu Ipu pela rede social: #AconteceuIpu (Facebook da nossa redação). Entre em contato pelo whatsapp: (88) 9.9916-7711 (TIM). Contrate também nosso Departamento de Marketing para cobertura de eventos pelo telefone: (88) 9.9600-1918 (TIM) e (88) 9.9292-5553 (CLARO).

0 comentários:

SITES OFICIAIS E REFERÊNCIA

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SITES E PORTAIS DE NOTÍCIAS

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

RÁDIOS PARCEIRAS DO AI

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

Meus seguidores