sexta-feira, 25 de maio de 2018

Falta de gasolina e etanol se agrava em postos de Fortaleza nesta sexta (25).

Após cinco dias da greve de caminhoneiros no País, há sério risco de desabastecimento em postos de Fortaleza. Na noite de ontem, quinta-feira (24), 24, postos já sofriam com o problema. Em dois locais começou a faltar combustível nesta sexta-feira, 25. O Posto Texas, de bandeira Ipiranga, na avenida Visconde do Rio Branco, Aerolândia, acumula filas e já está sem etanol e gasolina aditivada. De acordo com a supervisora Eliene Lopes, 36, a gasolina só deve durar até meio dia. "A gente tá preocupado, estamos trabalhando na incerteza", preocupa-se.
O bancário Humberto Martins, 32, resolveu fazer estoque com medo da falta de combustível. "O carro tava quase todo cheio, mas como eu tava prevendo que pode faltar alguma coisa, vou logo completar mais um pouquinho", conta. Ele relatou que o Texas foi o único em que encontrou combustível após passar em outros dois, na avenida Engenheiro Santana Júnior e na avenida Alberto Sá.
No Posto Projeção, na rua Padre Valdevino, bairro Joaquim Távora, consumidores chegam e dão meia volta ao aviso do frentista: acabou o estoque de gasolina, tanto comum quanto aditivada. Só restam diesel e etanol, mas com quantidade reduzida. Segundo o gerente, que preferiu não se identificar, o posto esperava abastecimento na última quinta-feira, 24, mas que não chegaram caminhões com combustível. Ele acredita que o etanol e o diesel do estoque não devem aguentar o dia inteiro. 
No Bairro de Fátima, o posto de bandeira Shell Sobral & Palácio, na avenida 13 de maio, segue com abastecimento, que deve durar até segunda-feira, segundo a gerente. Ela afirma que, durante o dia de ontem, o movimento chegou a aumentar 70%. Para o motorista de Uber Rogério Neves, 45, que abastecia no local, o etanol tem sido mais vantajoso que a gasolina devido ao preço. Porém, a situação ainda é insustentável. "Eu vou parar, porque não tem condições desse jeito", lamenta.
No posto Aliança, de bandeira BR, na avenida Antônio Sales, no Joaquim Távora, todos os combustíveis estavam em estoque devido ao fato de o estabelecimento ter conseguido receber remessa no dia anterior. O gerente Gerardo Bezerra conta que o movimento triplicou na última quinta-feira e que se encontra muito acima do normal. "Tá tendo (combustível) para o dia todo, mas se não chegar logo pode faltar", alerta. 
Na contramão da maioria da população que busca encher os tanques, o funcionário público José Carlos Arruda, 56, decidiu abastecer apenas R$ 20 em solidariedade à greve dos caminhoneiros e às outras pessoas. "Tô nessa ideia de colocar pouco, usar só o necessário para que tenha mais para os outros que possam precisar mais do que eu", diz. 
Antônio José, assessor econômico do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Ceará (Sindipostos), informou que a falta de combustível acontece devido à grande procura em certos estabelecimentos. Para ele, o moento é de esperar o fim dos bloqueios. "Não vai faltar em Fortaleza toda. É pontual. Estabelecimentos tem dois a três dias de abastecimento garantido. Onde falta  a gente vai tentando reabastecer à medida que os bloqueios vão sendo liberados", afirma. 
A crise de desabastecimento acontece em meio à onda de protestos de caminhoneiros contra o alto preço dos combustíveis. Acordo foi firmado ontem entre representantes e governistas, mas a classe não reconhece a proposta e continua bloqueando rodovias em todo o País. 
No quesito preço, nenhuma mudança. O preço médio observado nos estabelecimentos pela reportagem é R$ 4,89. Pico foi atingido na última quarta-feira, 23. A gasolina da Capital caminha para ser a mais cara do Brasil. Em outro posto, na av. 13 de maio, o estoque de combustível deve durar apenas até a próxima segunda-feira. 
*** Informações com O Povo
Acompanhe as notícias diariamente do Portal de Notícias Aconteceu Ipu pela rede social: #AconteceuIpu (Facebook da nossa redação). Entre em contato pelo whatsapp: (88) 9.9916-7711 (TIM). Contrate também nosso Departamento de Marketing para cobertura de eventos pelo telefone: (88) 9.9600-1918 (TIM) e (88) 9.9292-5553 (CLARO).

0 comentários:

SITES OFICIAIS E REFERÊNCIA

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SITES E PORTAIS DE NOTÍCIAS

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

RÁDIOS PARCEIRAS DO AI

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

Meus seguidores