sexta-feira, 4 de maio de 2018

Corpo é encontrado nos escombros de prédio que desabou em São Paulo.

O Corpo de Bombeiros encontrou pela primeira vez parte de um corpo de uma possível vítima do desabamento do Edifício Wiltons Paes de Almeida, atingido por um incêndio na madrugada de terça-feira, 1º, no Largo do Paiçandu, no centro da cidade de São Paulo. 
Segundo o comandante Max Mena, bombeiros localizaram a perna, que "provavelmente" seria Ricardo Amorim, pois estava na área onde o homem teria caído no momento do resgate. O anúncio ocorreu no início da tarde desta sexta-feira, 4.
"Não podemos afirmar ainda porque encontramos somente a perna. O resto do corpo ainda está totalmente soterrado", disse. O comandante afirmou ainda que a remoção do corpo é uma das prioridades. "Vamos investir bastante agora e, dentro das próximas horas, a gente deve retirar o corpo completo", explica
De acordo com o comandante, por volta das 14h de quinta-feira, 3, a cadela farejadora Vasti sentiu "um incômodo" e acusou um odor nos escombros da parte de trás do edifício. A confirmação de que era um corpo ocorreu somente 22 horas depois, no início da tarde desta sexta.
Os bombeiros ainda buscam por Selma Almeida da Silva, de 48 anos, e seus dois filhos gêmeos (Welder e Wender, de 9 anos), que estariam no 8° andar do prédio. Também entraram na lista oficial de desaparecidos mais duas pessoas: Eva Barbosa Silveira, de 42 anos, e Valmir Souza Santos, de 47. No total, 49 pessoas não foram encontradas - o que não significa que estejam sob os escombros.
O prédio, de 24 andares, desabou durante um incêndio de grandes proporções. Segundo a Polícia Civil, um curto-circuito em um barraco no 5º andar deu início ao incêndio.
Trabalho durante a madrugada
Mais duas máquinas pesadas começaram a trabalhar na retirada de escombros e na busca por sobreviventes por volta das 6h desta sexta-feira, quando os bombeiros deram início ao uso de mais um rompedor e uma retroescavadeira.
As duplas de máquinas trabalham em conjunto: com extremidade pontiaguda, o rompedor perfura e quebra lajes de concreto. Todo o entulho é carregado por uma retroescavadeira.
O maquinário pesado passou a ser utilizado no trabalho dos bombeiros 48 horas após o desabamento do edifício. Duas máquinas trabalharam ao longo desta quinta-feira (3) na retirada de material pesado. Por dia, são retiradas em média 150 toneladas de ferro, concreto e metal.
"Recebemos agora, depois de limpar o terreno, mais um rompedor e mais uma retroescavadeira. A retroescavadeira é a que tem a pá, o rompedor é o que tem a ponta, que quebra a laje ou o pilar e depois consegue recolher os materiais", explicou o capitão dos Bombeiros Marcos Palumbo.
Segundo ele, neste quarto dia de trabalhos dos bombeiros, a expectativa é de localizar vãos onde podem estar os desaparecidos, as chamadas "células de sobrevivência". "Elas vão estar em alguns pontos da edificação. No momento em que a gente faz a retirada dessa grande quantidade de entulho sobreposta ali no local, a gente consegue achar vãos", disse Palumbo.
Até esta sexta-feira, foram localizados entre os escombros roupas, botijões de gás e bastante lixo. De acordo com o capitão, os fossos dos elevadores eram utilizados para descarte de lixo dos moradores do prédio - que podiam se transformar em material inflamável.
*** Informações com O Estadão e Jornal do Brasil
Acompanhe as notícias diariamente do Portal de Notícias Aconteceu Ipu pela rede social: #AconteceuIpu (Facebook da nossa redação). Entre em contato pelo whatsapp: (88) 9.9916-7711 (TIM). Contrate também nosso Departamento de Marketing para cobertura de eventos pelo telefone: (88) 9.9600-1918 (TIM) e (88) 9.9292-5553 (CLARO).

0 comentários:

SITES OFICIAIS E REFERÊNCIA

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SITES E PORTAIS DE NOTÍCIAS

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

RÁDIOS PARCEIRAS DO AI

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

Meus seguidores