sexta-feira, 27 de abril de 2018

Mulher morre à espera de leito no Ceará mesmo após Justiça determinar atendimento

Uma mulher de 59 anos morreu nesta quinta-feira (26) depois que o Estado do Ceará deixou de cumprir uma determinação da Justiça que o obrigava a disponibilizar um leito em Unidade de Terapia Intensiva (URI) para a paciente. Maria Aguida, de 59 anos, foi internada no domingo (22) na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Conjunto Ceará, em Fortaleza, com quadro de insuficiência respiratória aguda e não resistiu.
Os médicos que a atendaram atestaram a necessidade de um leito de UTI e colocaram em relatório nível de prioridade 1. A família ingressou na Justiça e, na segunda-feira (23), o juiz determinou que o Estado do Ceará, por meio da Central de Leitos da Secretaria de Saúde, providenciasse a internação em uma UTI. Como a decisão não foi cumprida, o quadro de saúde piorou e ela morreu três dias depois.
'Negligência' - "Foi negligência deles não ter conseguido uma UTI para a minha mãe. Ela estava em primeiro lugar [entre os casos prioritários para a transferência]. O médico disse: 'A sua mãe vai ser a próxima a ser transferida para a UTI'. A UTI foi um caixão? Porque o Estado não conseguiu", questiona Conceição Silva, filha de Maria Aguida.
Em nota, a Secretaria de Saúde do Estado explicou que a solicitação de um leito de UTI para a paciente chegou à Central de Regulação na segunda-feira (23). Já na terça-feira (24), a Secretaria ofereceu uma vaga no Hospital Regional do Sertão Central, em Quixeramobim, mas a família não aceitou.
Sobre a transferência, a filha da paciente disse que o médico que atendeu a mãe informou que ela não teria condições de viajar porque, se os aparelhos fossem desligados, ela "morreria imediatamente".

O correto, segundo disse a filha – reproduzindo o diagnóstico do médico – era que a mãe fosse internada em um leito de UTI de um hospital de Fortaleza.
*** Informações com G1-CE
Acompanhe as notícias diariamente do Portal de Notícias Aconteceu Ipu pela rede social: #AconteceuIpu (Facebook da nossa redação). Entre em contato pelo whatsapp: (88) 9.9916-7711 (TIM). Contrate também nosso Departamento de Marketing para cobertura de eventos pelo telefone: (88) 9.9600-1918 (TIM) e (88) 9.9292-5553 (CLARO).

0 comentários:

SITES OFICIAIS E REFERÊNCIA

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SITES E PORTAIS DE NOTÍCIAS

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

RÁDIOS PARCEIRAS DO AI

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

Meus seguidores