segunda-feira, 26 de março de 2018

Globocop flagra guerra de criminosos na Praça Seca, na Zona Oeste do Rio; assista o vídeo

violenta guerra entre traficantes e milicianos na Praça Seca, na Zona Oeste do Rio, voltou a aterrorizar moradores na manhã desta segunda-feira (26) e até fechou o BRT Transcarioca. O Globocop flagrou a movimentação de bandidos durante o 'Bom Dia Rio'. As imagens mostram criminosos trocando tiros e bloqueando a via. O corredor liga a Barra da Tijuca e o Aeroporto Internacional Tom Jobim, cruzando a Zona Norte. O Centro de Operações recomenda evitar a região.
O Globocop primeiro mostrou homens procurando se proteger atrás de um muro e atirando na direção contrária. Na sequência, o bando entra em diversos carros e foge. Os criminosos chegaram a parar o trânsito na Rua Cândido Benício, bem em frente à estação do BRT. Alguns correm, mas outro grupo atravessa calmamente carregando armas de grosso calibre, inclusive fuzis. Poucos minutos depois, o Globocop encontrou um dos carros abandonado.
Homens do Batalhão de Operações Especiais (Bope) estavam a caminho da comunidade por volta das 7h20. A Polícia Militar admite ter conhecimento da disputa entre grupos rivais na região.
Entenda o conflito
As favelas da Chacrinha e Bateau Mouche ficam uma em frente à outra, cortadas pela praça que dá nome ao bairro e pela Rua Cândido Benício, por onde passa o BRT. O ataque desta segunda-feira partiu da Chacrinha, contra a Bateau Mouche.
"Há vários meses estamos lidando com essa questão na Praça Seca. Criminosos estão se digladiando: traficantes e milicianos. E essa disputa é bem complexa, pois temos duas comunidades muito grandes. Hoje estamos tendo ali mais uma disputa entre esses marginais. A demanda é grande. Temos o 18° batalhão na comunidade, já estabilizando o local, e uma equipe do Bope seguindo para a comunidade", disse o major Ivan Blaz, porta-voz da Polícia Militar.
Ferida por bala perdida em Jacarepaguá
Também na manhã desta segunda-feira, uma moradora do Pechincha, em Jacarepaguá, foi ferida de raspão por bala perdida. "Ouvi um barulho bem alto e logo senti uma dor bem forte na perna", contou. Quando se levantou, viu que tinha sangue no chão e achou o projétil no chão.
***** Informações com: G1
Acompanhe as notícias diariamente do Portal de Notícias Aconteceu Ipu pela rede social: #AconteceuIpu (Facebook da nossa redação). Entre em contato pelo whatsapp: (88) 9.9916-7711. Contrate também nosso Departamento de Marketing para cobertura de eventos pelo telefone: (88) 9.9600-1918. Nosso site e nossa empresa não tem conotação política partidária com nenhum Grupo Político.
Vídeo:


0 comentários:

SITES OFICIAIS E REFERÊNCIA

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SITES E PORTAIS DE NOTÍCIAS

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

RÁDIOS PARCEIRAS DO AI

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

Meus seguidores