segunda-feira, 26 de março de 2018

Globocop flagra guerra de criminosos na Praça Seca, na Zona Oeste do Rio; assista o vídeo

violenta guerra entre traficantes e milicianos na Praça Seca, na Zona Oeste do Rio, voltou a aterrorizar moradores na manhã desta segunda-feira (26) e até fechou o BRT Transcarioca. O Globocop flagrou a movimentação de bandidos durante o 'Bom Dia Rio'. As imagens mostram criminosos trocando tiros e bloqueando a via. O corredor liga a Barra da Tijuca e o Aeroporto Internacional Tom Jobim, cruzando a Zona Norte. O Centro de Operações recomenda evitar a região.
O Globocop primeiro mostrou homens procurando se proteger atrás de um muro e atirando na direção contrária. Na sequência, o bando entra em diversos carros e foge. Os criminosos chegaram a parar o trânsito na Rua Cândido Benício, bem em frente à estação do BRT. Alguns correm, mas outro grupo atravessa calmamente carregando armas de grosso calibre, inclusive fuzis. Poucos minutos depois, o Globocop encontrou um dos carros abandonado.
Homens do Batalhão de Operações Especiais (Bope) estavam a caminho da comunidade por volta das 7h20. A Polícia Militar admite ter conhecimento da disputa entre grupos rivais na região.
Entenda o conflito
As favelas da Chacrinha e Bateau Mouche ficam uma em frente à outra, cortadas pela praça que dá nome ao bairro e pela Rua Cândido Benício, por onde passa o BRT. O ataque desta segunda-feira partiu da Chacrinha, contra a Bateau Mouche.
"Há vários meses estamos lidando com essa questão na Praça Seca. Criminosos estão se digladiando: traficantes e milicianos. E essa disputa é bem complexa, pois temos duas comunidades muito grandes. Hoje estamos tendo ali mais uma disputa entre esses marginais. A demanda é grande. Temos o 18° batalhão na comunidade, já estabilizando o local, e uma equipe do Bope seguindo para a comunidade", disse o major Ivan Blaz, porta-voz da Polícia Militar.
Ferida por bala perdida em Jacarepaguá
Também na manhã desta segunda-feira, uma moradora do Pechincha, em Jacarepaguá, foi ferida de raspão por bala perdida. "Ouvi um barulho bem alto e logo senti uma dor bem forte na perna", contou. Quando se levantou, viu que tinha sangue no chão e achou o projétil no chão.
***** Informações com: G1
Acompanhe as notícias diariamente do Portal de Notícias Aconteceu Ipu pela rede social: #AconteceuIpu (Facebook da nossa redação). Entre em contato pelo whatsapp: (88) 9.9916-7711. Contrate também nosso Departamento de Marketing para cobertura de eventos pelo telefone: (88) 9.9600-1918. Nosso site e nossa empresa não tem conotação política partidária com nenhum Grupo Político.
Vídeo:


0 comentários:

SITES OFICIAIS E REFERÊNCIA

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SITES E PORTAIS DE NOTÍCIAS

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

RÁDIOS PARCEIRAS DO AI

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket