domingo, 4 de março de 2018

Eleições 2018: Bolsonaro processa criminalmente Ciro Gomes por calúnia e injúria

Jair Messias Bolsonaro, deputado federal e pré-candidato à Presidência da República pelo PSC-RJ, entrou com um processo criminalmente contra o também presidenciável Ciro Gomes (PDT-CE), por conta de uma entrevista que o político cearense concedeu ao programa "Pânico na Rádio", da Jovem Pan FM.
Segundo Bolsonaro, Ciro cometeu o crime de calúnia ao comentar o caso de uma doação eleitoral da JBS ao PP, então partido do deputado. De acordo com Ciro, o PP havia repassado R$ 200 mil a Bolsonaro, que devolveu o dinheiro à legenda porque não desejava receber recursos de nenhuma empresa privada em sua campanha.
“A JBS depositou R$ 200 mil na conta dele, Jair Messias Bolsonaro, deputado federal! E mais outro tanto na bolsa, na do filho dele. Ele, quando viu, resolveu estornar o dinheiro, não pra JBS. Eu, se tô indignado, o cara depositou na minha conta sem a minha autorização, eu devolvo pra ele, e mando ele pastar, pra não dizer aquela outra frase que termina no monossílabo tônico. Não, o que ele faz, ele devolve para o partido, que na mesma data entrega R$ 200 mil pra ele. O nome disso é lavagem de dinheiro. Simples assim”, disse Ciro Gomes.
De acordo com a queixa criminal feita por Bolsonaro, Ciro "agiu dolosamente, com especial fim de ofender a honra aleia: a deliberada distorção do ocorrido teve como objetivo precípuo causar danos à imagem e à ótima reputação" do deputado "perante a opinião pública e seus eleitores".
Bolsonado também protocolou o processo por Ciro ter dito que o deputado seria um "moralista de goela".
Para sua defesa, a expressão "foi usada para designar alguém que fala exageradamente a respeito de atributos pessoais, mas tem comportamento discrepante" e o deputado "sentiu-se frontalmente ofendido em sua dignidade, da qual é bastante cioso, pois sempre manteve coerência entre discurso e conduta pessoal".
O caso tramita desde o começo deste mês na primeira instância do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJSP) sob o número 1000084-04.2018.8.26.0050.
*** Informações com O Povo
Acompanhe as notícias diariamente do Portal de Notícias Aconteceu Ipu pela rede social: #AconteceuIpu (Facebook da nossa redação). Entre em contato pelo whatsapp: (88) 9.9916-7711. Contrate também nosso Departamento de Marketing para cobertura de eventos pelo telefone: (88) 9.9600-1918.

0 comentários:

SITES OFICIAIS E REFERÊNCIA

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SITES E PORTAIS DE NOTÍCIAS

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

RÁDIOS PARCEIRAS DO AI

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

Meus seguidores