terça-feira, 20 de março de 2018

Agricultura familiar do Ceará recebe R$ 660 milhões em ações

Em um dia de se olhar para o céu na esperança de chuva, associações e cooperativas de agricultores foram contempladas com a construção de 8.706 cisternas e com projetos de inovação e capacitação tecnológica. O investimento total de R$ 660.334.308 custeou ainda a compra de 173 tratores. Na manhã de ontem, Dia de São José, no Parque de Exposições César Cals, ações que devem beneficiar 478 comunidades rurais foram anunciadas.
Do total investido, aproximadamente R$ 490 milhões serão destinados à segunda fase do Projeto São José III. Convênio assinado pelo Ministério do Desenvolvimento Social, orçado em quase R$ 20 milhões, será direcionado à construção de 4.195 cisternas de primeira água (familiares) e 411 cisternas escolares em 48 municípios. 
O Projeto Paulo Freire, por sua vez, deve produzir 4 mil cisternas de primeira água e 100 cisternas escolares de 29 municípios nos territórios do Sertão de Sobral, Cariri e do Sertão dos Inhamuns. Na solenidade, o Governo entregou ainda títulos de terra para agricultores familiares. Secretário do Desenvolvimento Agrário, Dedé Teixeira explicou que o investimento atual triplica os recursos para a agricultura familiar no Ceará. “O valor terá a capacidade de beneficiar com projetos produtivos sistemas de abastecimento de água e reúso, além de projetos de inovação tecnológica, capacitação e assistência técnica milhares de agricultores”, citou. Conforme o secretário, da soma, R$ 500 milhões são provenientes de empréstimo junto ao Banco Mundial. Outros valores que compõem investimento advêm do Fundo Internacional do Desenvolvimento Agrícola (Fidas), do Governo Federal e do próprio Governo do Estado. 
Ele ressaltou a entrega de títulos de terras para os agricultores. “É um projeto nosso a questão de universalizar a questão do papel da terra, para que o agricultor tenha de fato e de direito a sua terra”, disse. 
Para o governador Camilo Santana (PT), o conjunto de ações visa fortalecer a agricultura familiar e garantir que essas pessoas possam viver dignamente, com qualidade de vida. “Também é um momento de fé e oração.Os agricultores acreditam que a partir deste dia é o período que começa o bom inverno para o Ceará, uma boa safra. E é exatamente essa a previsão da própria Funceme (Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos). Nós desejamos que isso se concretize”, afirmou. 
Confiando nos prognósticos, a expectativa de Ivan Pereira, agricultor do assentamento Canaã Melancia, em Amontada, no Norte do Estado, é de chuvas melhores. “Tem sido difícil, mas enfrentamos usando o que temos, da maneira que a gente pode, usando o que a gente sabe”, contou. A região prioriza o cultivo de milho, feijão e mandioca. Contemplados com um dos tratores, a ideia é que o assentamento, composto por 30 famílias, tenha colheita melhor. “Não é apenas o trator. As famílias vão se reunir mais para procurar soluções e se organizar”, explicou. (Ana Rute Ramires)
   ***** Informações com: O Povo
Acompanhe as notícias diariamente do Portal de Notícias Aconteceu Ipu pela rede social: #AconteceuIpu (Facebook da nossa redação). Entre em contato pelo whatsapp: (88) 9.9916-7711. Contrate também nosso Departamento de Marketing para cobertura de eventos pelo telefone: (88) 9.9600-1918. Nosso site e nossa empresa não tem conotação política partidária com nenhum Grupo Político.

0 comentários:

SITES OFICIAIS E REFERÊNCIA

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SITES E PORTAIS DE NOTÍCIAS

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

RÁDIOS PARCEIRAS DO AI

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

Meus seguidores