terça-feira, 13 de março de 2018

A assustadora previsão do Conto da Aia




Imaginem se o Brasil de repente tivesse o seu sistema de governo destituído e não somente isso, mas também toda a sua forma de viver. Imaginem, um país governado por um grupo cristão que tudo proíbe por ser considerado pecado. Mulheres terão seus direitos retirados e tendo apenas uma função: gerar filhos para pessoas importantes, sem direito a voz, nem o contato com a sua família, amigos e o pior de tudo, sem a liberdade. Assustador não?

Mas esse universo é real no livro escrito pela autora Margaret Atwood. O livro o Conto da Aia foi escrito originalmente em 1985, mas só veio ganhar visibilidade agora com a adaptação para a série do canal de streaming Hulu. Para quem teve a oportunidade de vê-la ou a curiosidade de ler o livro, sabe o quanto é aterrorizante imaginar que isso pode realmente acontecer.
Porém, se pararmos para pensar, isso não está tão distante. Encontramos cada vez mais no poder lideres de religiões que usam o nome de Deus para se fazer cumprir os seus artifícios. Mas não é só eles, também pessoas comuns que estão se tornando fanáticos religiosos e querem fazer uso disso para julgar e censurar tudo.
Outro fator que preocupa é o crescimento de políticos com pensamentos absurdos que acham que vão poder mudar o mundo com suas ideias atrasadas. Querem dizimar o mal, acabar com gays, negros e mulheres e reconstruir a "Família Brasileira". Até parece mesmo que estamos caminhando, enfim, para o que Margaret Atwood escreveu há 33 anos atrás.
Em primeiro lugar, não vivemos mais como vivíamos há 200 anos. Os tempos mudaram, as mulheres estão provando a cada dia que são capazes de assumir não só vagas no mercado de trabalho como também todos os espaços da sociedade. Até parece que tais candidatos tem medo de tal ascensão ou será insegurança? Como se prendê-las ao lar fosse a solução para todos os problemas! Todos os dias mulheres são vítimas de abuso, discriminação, assédio e morte. Por que será que somente nós, mulheres temos que passar por isso? Por que temos que ser obrigadas a fazer o que outros querem para nós. Também não somos humanas?
O que deve ser entendido é que não deve haver uma guerra de sexos, mas sim direitos iguais, como todo cidadão e ser humano. E o principal, o direito a liberdade de escolha, seja lá qual for.
Devemos acompanhar as mudanças do tempo e andar para frente, não tentar resgatar pensamentos tão antigos. A solução para os nossos problemas não está no preconceito e nem na restauração da família patriarcal. O principal sentido da família é o amor, a união, e não a imposição de poder. Caminhemos para um futuro saudável, sem racismo, machismo e homofobia. Construamos algo diferente do Conto da Aia.
Saiba mais sobre o livro aqui nesse vídeo:



***** Matéria e vídeo produzidos por: Isabelle Aragão Soares


Acompanhe as notícias diariamente
do Portal de Notícias Aconteceu Ipu pela rede social: #AconteceuIpu (Facebook da nossa redação). Entre em contato pelo
whatsapp: 
(88) 9.9916-7711. Contrate também nosso Departamento de Marketing para cobertura de eventos pelo telefone: (88) 9.9600-1918. Nosso site e nossa
empresa não tem conotação política partidária com nenhum Grupo Político.


0 comentários:

SITES OFICIAIS E REFERÊNCIA

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SITES E PORTAIS DE NOTÍCIAS

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

RÁDIOS PARCEIRAS DO AI

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

Meus seguidores