quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

Mãe é suspeita de estuprar a filha, em Hidrolândia; polícia prende pai por omissão

Um Polícia Civil prendeu nesta segunda-feira (26) um produtor agropecuário de 43 anos suspeito de ser conivente com abusos sexuais da própria filha, de 9 anos, em Hidrolândia. Segundo as investigações, a mãe da criança era quem cometia o crime. A mulher não havia sido localizada até a última atualização desta reportagem. Ela tem 33 anos e está grávida.
O fato começou a ser apurado em outubro, após a criança relatar o caso a uma professora durante uma aula de educação sexual. Em depoimentos dados durante as investigações, o produtor agropecuário e a mulher negaram o crime.
"Em dez anos de polícia não tinha visto algo parecido, menina sendo abusada pela mãe com a omissão do pai. Ele tem a obrigação de impedir e não o fez. Por isso, também foi indiciado por estupro de vulnerável", disse o delegado Diogo Rincón.
Investigação
As investigações duraram quatro meses. “Essa história começou quando a menina, ao ver um vídeo de educação sexual na escola, contou para a professora, que levou o caso ao Conselho Tutelar, que por sua vez denunciou à polícia. A suspeita é que esses abusos vinham acontecendo há dois anos”, disse o delegado.
Delegado indiciou os pais da menina por estupro de vulnerável (Foto: Paula Resende/ G1)
Diante da prisão do pai, a criança se mudou para a casa da avó paterna. “Os abusos aconteciam, a princípio, dentro da casa da criança”, completou o delegado.
Rincón disse que a menina confirmou, em depoimento, os abusos. "Eu a ouvi, ela afirmou categoricamente que era abusada."
"Ela já tinha falado para o pai, e ele disse 'fica quieta e vai dormir, amanhã você esquece disso'", disse o delegado.
O delegado ressaltou que a criança está abalada. "O laudo psicológico constatou que a menina apresenta traumas psicológicos. A criança está completamente perturbada", relatou.
O G1 esteve no Conselho Tutelar, que informou não poder passar detalhes sobre o caso.
O homem foi levado para o Presídio de Hidrolândia, onde vai aguardar o andamento do processo. De acordo com o Código Penal, a pena para esse crime varia de 8 a 15 anos de prisão.
***** Informações com: G1
Acompanhe as notícias diariamente do Portal de Notícias Aconteceu Ipu pela rede social: #AconteceuIpu (Facebook da nossa redação). Entre em contato pelo whatsapp: (88) 9.9916-7711. Contrate também nosso Departamento de Marketing para cobertura de eventos pelo telefone: (88) 9.9600-1918. Nosso site e nossa empresa não tem conotação política partidária com nenhum Grupo Político.

0 comentários:

SITES OFICIAIS E REFERÊNCIA

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SITES E PORTAIS DE NOTÍCIAS

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

RÁDIOS PARCEIRAS DO AI

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

Meus seguidores