terça-feira, 17 de outubro de 2017

"Suicídio" um tema em que os ipuenses ainda desconhecem; por Isabelle Aragão Soares. Assista ao vídeo.

O tema a qual será discutido hoje é polêmico, considerado um tabu. O suicídio ainda está muito interligado a conceitos religiosos ou a loucura. No Brasil, a taxa de mortes por suicídio cresceu sessenta por cento desde 1980 e é a quarta maior causa de morte de jovens entre 15 e 29 anos. No mês anterior, tivemos vários casos aqui no nosso município, é um fato lamentável, doloroso, mas que precisa ser discutido.
O suicídio não é uma falta de insanidade, ou muito menos um problema que afeta alguém com menos ou mais instrução. Mas sim está interligado ao preconceito, a depressão e a solidão. Pesquisadores afirmam que a crise e a instabilidade política podem influenciar, pois a falta de empregos e oportunidades podem gerar uma falta de perspectiva e de esperança no futuro, principalmente nos jovens que acabam por serem mais afetados. Segundo a nossa entrevistada, a psicóloga, Dra. Tânia Carvalho (Bioclinic), os jovens estão mais vulneráveis ao suicídio e a outros problemas, como o uso de drogas, por estes ainda estão "em um período de  descoberta" e ainda não tem uma estabilidade emocional e nem uma autoconfiança formada.
As causas que levam ao suicídio é uma junção de todos esses problemas. Vivemos em uma era com muitas possibilidades de comunicação, mas ironicamente, vivemos mais afastados, com pouco diálogo e com cada vez menos comunicação com as pessoas que nos cercam. O que gera um sentimento de solidão e com dificuldades para falar sobre os seus próprios problemas. Uma pessoa não comete suicídio por que está cansada de viver, mas para dar um fim a suas dores e conflitos internos. Por isso, a psicóloga, Dra Tânia, recomenda que é necessário uma aproximação dessa pessoa que pode estar com problemas, trazê-la para o meio, ter paciência e fazê-la identificar o que há de bom em sua vida. Não devemos julgar tanto alguém que pretende realizar o suicídio quanto alguém que já o cometeu. Todo mundo passa por problemas e não sabemos pelo que aquela pessoa estava passando. O que deve ser feito é orientar e ajudar aquela pessoa a encontrar uma ajuda profissional de um psicólogo e mostrar outros meios de resolver os conflitos.
.: Isabelle Aragão Soares
Historiadora e repórter do Aconteceu Ipu.
Acompanhe as notícias diariamente do Portal de Notícias Aconteceu Ipu pela rede social: #AconteceuIpu (Facebook da nossa redação). Entre em contato pelo whatsapp: (88) 9.9916-7711. Contrate também nosso Departamento de Marketing para cobertura de eventos pelo telefone: (88) 9.9600-1918.




0 comentários:

SITES OFICIAIS E REFERÊNCIA

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SITES E PORTAIS DE NOTÍCIAS

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

RÁDIOS PARCEIRAS DO AI

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SEBRAE - CEARÁ

Meus seguidores