terça-feira, 3 de outubro de 2017

Fortaleza vence o Sampaio Corrêa no Castelão e está a um empate da final da Série C.

O Fortaleza saiu na frente na disputa por uma vaga na final da Série C do Campeonato Brasileiro. Na noite desta segunda-feira, 2, o Tricolor venceu o Sampaio Corrêa por 1 a 0, no Castelão, e agora joga por um empate na partida de volta, no próximo sábado, 7, para avançar à decisão.
Para se classificar, o Sampaio Corrêa precisa vencer a partida no estádio Castelão, em São Luis-MA, por dois ou mais gols de diferença. Se devolver o placar de 1 a 0, decisão por pênaltis. Em caso de qualquer outra vitória por um gol de diferença, o Fortaleza avança pelo gol qualificado.
O técnico Antônio Carlos Zago contará com força quase total para o jogo de volta. O meia Ronny, que estava pendurado, foi o único advertido com o cartão amarelo e está suspenso. Por outro lado, o zagueiro Ligger, que cumpriu suspensão na primeira partida, está de volta.
O JOGOQuando o árbitro Felipe Gomes da Silva autorizou o início do jogo, a expectativa de um duelo aberto, entre dois times que já estão garantidos na Série B do ano que vem e que poderiam protagonizar partida disputada, foi substituída pela burocracia de duas equipes que mais estavam com medo de errar que vontade de acertar.
A sensação era de que Fortaleza e Sampaio ainda estavam na ressaca da semana de comemorações pela subida.
O primeiro tempo foi marcado pela pouca criatividade e ousadia das equipes de Zago e Francisco Diá.
O jogo só ficou interessante no segundo tempo, quando o Fortaleza percebeu que não podia seguir no marasmo proposto pelo Sampaio, que claramente foi à Arena Castelão para empatar. Aquela burocracia do primeiro tempo era o que o time visitante queria: não voltar para São Luis com uma desvantagem. 
Só que aos nove minutos, Hiago acertou o travessão e animou a torcida naquele que foi o ensaio do gol, que saiu aos 14.
Em jogada típica de pivô, Leandro Cearense girou sobre o zagueiro e mandou um "bicudo" pra abrir o placar.
Com o placar adverso, a Bolívia Querida se viu na necessidade de sair pro jogo e deu mais espaços para o Fortaleza contra-atacar, mas o Leão pecou no último passe e não ampliou o placar por preciosismo. Foram ao menos duas boas chances de marcar.
O velho ditado "quem não faz, leva" quase foi posto em prática aos 44 minutos, quando Reginaldo Jr, ex-Fortaleza, recebeu na área, limpou o zagueiro Edimar e mandou à direita de Boeck, perdendo chance incrível.
Era o sinal de que a noite era mesmo leonina e os torcedores que compareceram ao Castelão saíram felizes da vida com o time que coroou a festa do acesso abrindo caminho para chegar à final.
*** Informações com André Almeida via O Povo
Acompanhe as notícias diariamente do Portal de Notícias Aconteceu Ipu pela rede social: #AconteceuIpu (Facebook da nossa redação). Entre em contato pelo whatsapp: (88) 9.9916-7711. Contrate também nosso Departamento de Marketing para cobertura de eventos pelo telefone: (88) 9.9600-1918.

0 comentários:

SITES OFICIAIS E REFERÊNCIA

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SITES E PORTAIS DE NOTÍCIAS

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

RÁDIOS PARCEIRAS DO AI

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

Meus seguidores