domingo, 8 de outubro de 2017

Fortaleza desperdiça boas chances, empata com Sampaio Corrêa e está na final da Série C

O Fortaleza vai decidir um título nacional depois de 15 anos. Ontem, atuando no estádio Castelão, em São Luís, o time que havia vencido o Sampaio Corrêa no sábado anterior por 1 a 0, jogo de ida da semifinal, empatou com o mesmo adversário por 2 a 2 e garantiu passagem para a final da Série C do Campeonato Brasileiro diante do CSA-AL, que eliminou o São Bento-SP. A vez mais recente que o Tricolor do Pici disputou uma final de uma competição nacional foi em 2002, quando terminou perdendo a taça para o Criciúma nos confrontos decisivos da Série B do Campeonato Brasileiro. Na primeira partida, no Castelão, o Fortaleza venceu por 2 a 0, mas foi derrotado em Santa Catarina por 4 a 1.
Por ter feito campanha geral inferior ao CSA-AL em número de pontos, o Fortaleza vai fazer o primeiro jogo da final em casa. Pela tabela básica da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), o confronto na Arena Castelão será no próximo fim de semana, sem confirmação ainda da hora e dia, podendo ser no sábado, 14, ou domingo, 15. A volta será em Maceió, no dia 21 ou 22. A definição da CBF deve ser divulgada amanhã. O jogo
Os primeiros 25 minutos da partida que garantiu o lugar do Fortaleza na final da Série C foram de muita marcação e pouca criação, tanto que nenhuma oportunidade de gol foi criada para qualquer lado. Na primeira chance real, o Fortaleza abriu o placar. Bola levantada na área, o goleiro Alex Alves saiu mal e, na sobra, Bruno Melo, livre de marcação e usando o pé esquerdo, abriu o placar aos 26 minutos. A vantagem animou o Tricolor do Pici e a equipe só não ampliou na sequência porque Jô — entrou na vaga de Éverton, que se machucou com oito minutos de partida — perdeu grande oportunidade do 2 a 0. Em toda primeira etapa o Sampaio Corrêa chegou com perigo apenas uma vez, mas o goleiro Marcelo Boeck, aos 38 minutos, fez ótima defesa em chute de fora da área de Uilliam, ex- atacante do Fortaleza.
No segundo tempo o técnico Francisco Diá voltou com Isac no ataque, ocupando a vaga de Hiltinho. O objetivo era colocar o time maranhense no ataque em busca da virada. A ideia, entretanto, não surtiu efeito imediato em chances reais, mas a equipe passou a ocupar muito mais seu campo ofensivo, incomodando o sistema de defesa do Leão. 
Confortável com a vantagem, o Fortaleza se arriscava pouco no ataque e acabou por sofrer o empate aos 25 minutos. Cruzamento na área, a bola bateu no cotovelo de Ligger e o árbitro Heber Roberto Lopes marcou pênalti inexistente. Marlon cobrou com categoria, sem chance de defesa para Marcelo Boeck, e deixou tudo igual. Animada, a equipe da casa seguiu em busca de mais gols e aos 39 minutos virou o jogo, gol de cabeça anotado pelo zagueiro Maracaz. 
Nos momentos finais, o Sampaio insistiu em busca do tento que lhe daria a classificação e ofereceu vários contra-ataques ao Fortaleza. Neste cenário, Lúcio Flavio e Jô perderam chances incríveis. Ainda assim, os gols não fizeram falta porque Jô sofreu pênalti e Bruno Melo deixou tudo igual, garantido o Fortaleza na final da Série C do Campeonato Brasileiro. 
*** Informações com O Povo
Acompanhe as notícias diariamente do Portal de Notícias Aconteceu Ipu pela rede social: #AconteceuIpu (Facebook da nossa redação). Entre em contato pelo whatsapp: (88) 9.9916-7711. Contrate também nosso Departamento de Marketing para cobertura de eventos pelo telefone: (88) 9.9600-1918.

0 comentários:

SITES OFICIAIS E REFERÊNCIA

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SITES E PORTAIS DE NOTÍCIAS

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

RÁDIOS PARCEIRAS DO AI

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SEBRAE - CEARÁ

Meus seguidores