domingo, 8 de outubro de 2017

Fortaleza desperdiça boas chances, empata com Sampaio Corrêa e está na final da Série C

O Fortaleza vai decidir um título nacional depois de 15 anos. Ontem, atuando no estádio Castelão, em São Luís, o time que havia vencido o Sampaio Corrêa no sábado anterior por 1 a 0, jogo de ida da semifinal, empatou com o mesmo adversário por 2 a 2 e garantiu passagem para a final da Série C do Campeonato Brasileiro diante do CSA-AL, que eliminou o São Bento-SP. A vez mais recente que o Tricolor do Pici disputou uma final de uma competição nacional foi em 2002, quando terminou perdendo a taça para o Criciúma nos confrontos decisivos da Série B do Campeonato Brasileiro. Na primeira partida, no Castelão, o Fortaleza venceu por 2 a 0, mas foi derrotado em Santa Catarina por 4 a 1.
Por ter feito campanha geral inferior ao CSA-AL em número de pontos, o Fortaleza vai fazer o primeiro jogo da final em casa. Pela tabela básica da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), o confronto na Arena Castelão será no próximo fim de semana, sem confirmação ainda da hora e dia, podendo ser no sábado, 14, ou domingo, 15. A volta será em Maceió, no dia 21 ou 22. A definição da CBF deve ser divulgada amanhã. O jogo
Os primeiros 25 minutos da partida que garantiu o lugar do Fortaleza na final da Série C foram de muita marcação e pouca criação, tanto que nenhuma oportunidade de gol foi criada para qualquer lado. Na primeira chance real, o Fortaleza abriu o placar. Bola levantada na área, o goleiro Alex Alves saiu mal e, na sobra, Bruno Melo, livre de marcação e usando o pé esquerdo, abriu o placar aos 26 minutos. A vantagem animou o Tricolor do Pici e a equipe só não ampliou na sequência porque Jô — entrou na vaga de Éverton, que se machucou com oito minutos de partida — perdeu grande oportunidade do 2 a 0. Em toda primeira etapa o Sampaio Corrêa chegou com perigo apenas uma vez, mas o goleiro Marcelo Boeck, aos 38 minutos, fez ótima defesa em chute de fora da área de Uilliam, ex- atacante do Fortaleza.
No segundo tempo o técnico Francisco Diá voltou com Isac no ataque, ocupando a vaga de Hiltinho. O objetivo era colocar o time maranhense no ataque em busca da virada. A ideia, entretanto, não surtiu efeito imediato em chances reais, mas a equipe passou a ocupar muito mais seu campo ofensivo, incomodando o sistema de defesa do Leão. 
Confortável com a vantagem, o Fortaleza se arriscava pouco no ataque e acabou por sofrer o empate aos 25 minutos. Cruzamento na área, a bola bateu no cotovelo de Ligger e o árbitro Heber Roberto Lopes marcou pênalti inexistente. Marlon cobrou com categoria, sem chance de defesa para Marcelo Boeck, e deixou tudo igual. Animada, a equipe da casa seguiu em busca de mais gols e aos 39 minutos virou o jogo, gol de cabeça anotado pelo zagueiro Maracaz. 
Nos momentos finais, o Sampaio insistiu em busca do tento que lhe daria a classificação e ofereceu vários contra-ataques ao Fortaleza. Neste cenário, Lúcio Flavio e Jô perderam chances incríveis. Ainda assim, os gols não fizeram falta porque Jô sofreu pênalti e Bruno Melo deixou tudo igual, garantido o Fortaleza na final da Série C do Campeonato Brasileiro. 
*** Informações com O Povo
Acompanhe as notícias diariamente do Portal de Notícias Aconteceu Ipu pela rede social: #AconteceuIpu (Facebook da nossa redação). Entre em contato pelo whatsapp: (88) 9.9916-7711. Contrate também nosso Departamento de Marketing para cobertura de eventos pelo telefone: (88) 9.9600-1918.

0 comentários:

SITES OFICIAIS E REFERÊNCIA

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SITES E PORTAIS DE NOTÍCIAS

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

RÁDIOS PARCEIRAS DO AI

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

Meus seguidores