sexta-feira, 1 de setembro de 2017

Violência armada no Ceará em agosto deixou 447 mortos e CVLIs aumentaram 53,6%

O Ceará fechou o mês de agosto com, nada menos, que 447 assassinatos. Este é um balanço ainda parcial, mas já revela que os Crimes Violentos, Letais e Intencionais os (CVLIs), sofreram um aumento da ordem de 53,6 por cento em comparação a igual período do ano passado. No acumulado do ano, já são 3.221 mortos, 40,7% de elevação em comparação a igual período de 2016 (com 2.289 casos).
Ainda assim, o número de assassinatos em agosto foi inferior ao do mês anterior (julho), quando a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) contabilizou oficialmente 475 homicídios.  Neste mês de agosto de 2017, os 447 assassinatos foram distribuídos da seguinte forma: 173 casos na Capital, 114 na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) e mais 160 em todo o Interior.
Também em agosto o número de homicídios múltiplos (com mais de uma vítima) foi bem elevado. Em 31 dias, as autoridades registraram dois triplos homicídios (que a SSPDS considera chacinas, de acordo com portaria baixada pelo secretário André Costa) e 16 duplos homicídios.   Já no Sistema Penitenciário, cinco detentos foram mortos, três deles na Cadeia Pública de São Gonçalo do Amarante, durante uma briga entre membros de facções criminosas.
TROPA DE ELITE COM NOVOS “CAVEIRAS”As tropas de elite da Polícia Militar do Ceará vão ganhar reforço para o combate ao crime organizado. Nesta sexta-feira (1º) foi aberto na Academia  Estadual de Segurança Pública (Aesp), o XXII Curso de Operações Especiais, destinado aos militares que vão para o enfrentamento direto com as quadrilhas e facções. A solenidade de abertura contou com a presença do comandante-geral da PM, coronel Ronaldo Viana; e do chefe do Comando de Policiamento Especializado (CPE), coronel PM Aginaldo Oliveira.  O evento foi coroado de êxito, com uma aula inaugural,  tendo a palestra sido ministrada pelo general-de-divisão do Exército Brasileiro, Estevam Cals Theófilo Gaspar de Oliveira, comandante da 10ª Região Militar. Formação de novos “caveiras” para a tropa.
PF FAZ PARCERIA COM ESCOLAA Polícia Federal no Ceará e a Escola de Ensino Médio Coronel Professor José Aurélio Câmara, do bairro Vila União, assinaram nesta sexta (1º), um Termo de Compromisso para a implantação do programa educacional “Escola da Inteligência“, do Instituto Augusto Cury. A parceria da PF  Federal com o instituto surgiu depois de o palestrante conhecer alguns projetos desenvolvidos na Academia Nacional de Polícia (ANP) com o Grupo de Prevenção ao Uso Indevido de Drogas (GPRED). Ele colocou à disposição da ANP, sem qualquer custo, o treinamento da “Escola da Inteligência” e outras palestras de interesse da instituição. Com essa medida, a ANP, sob a supervisão do GPRED-PF/CE, irá utilizar o método do programa da “Escola da Inteligência”, fundamentado na “Teoria da Inteligência Multifocal”. Atualmente, são beneficiados com o programa mais de 200 mil alunos de escolas particulares e públicas em todo o País.
CORRUPÇÃO NA SEFAZ DEU CADEIAMais uma quadrilha desarticulada no Ceará: Nesta sexta-feira (1º) a Polícia Civil prendeu dois auditores fiscais da Secretaria Estadual da Fazenda (Sefaz) que eram corrompidos (e corrompiam)  por um grupo de empresários  locais. Estes também, foram parar atrás das grades. No total, nove pessoas foram detidas. As investigações apontaram crimes graves que começavam com a corrupção e descambaram para “lavagem” de dinheiro, evasão de divisas, enriquecimento ilícito, sonegação fiscal em grande escala e organização criminosa. O trabalho  de investigação foi realizado sigilosamente pelos policiais da Delegacia de Combate aos Crimes Contra a Administração e Finanças Públicas.  A Justiça expediu os mandados de prisão contra os “tubarões”, com o aval do Ministério Público.
CONTAGEM DE DEFUNTOReunidos, os nove secretários integrantes do Conselho de Segurança Pública do Nordeste (Consene) decidiram produzir uma carta que será enviada ao Ministério da Justiça e da Segurança Pública. Eles querem que seja estabelecida uma única metodologia para a contagem dos Crimes Violentos, Letais e Intencionais (CVLIs), os homicídios, latrocínios e lesões corporais que resultam em óbito. Reclamam que há “discrepâncias” entre os estados na hora de contar os defuntos produzidos pela violência, como por exemplo, dois, três, quatro corpos registrados como apenas um. Tem também os casos de pessoas encontradas com sinais evidentes de execução sumária e os casos são classificados apenas como “morte a esclarecer”, não entrando nas estatísticas dos homicídios.
SECRETÁRIO CRITICA TRANSPARÊNCIANa reunião do Consene, o secretário da Segurança Pública do Ceará, delegado federal André Costa, deu uma declaração infeliz. Segundo ele, “somos prejudicados pela transparência, por trabalharmos com dados reais. A divulgação dessas pesquisas (que tratam de homicídios no Brasil),  prejudica o desenvolvimento dos estados, atrapalha a parte de investimentos e o turismo, atividade forte da nossa região (Nordeste)”. Ele então é contra a transparência na divulgação dos números da violência? Talvez seja por isso que a SSPDS-CE retarda todos os fins de semana a divulgação das ocorrências policiais em seu site.  Não há outra explicação para o fato, a não ser a desculpa de que nos sábados, domingos e feriados não haja funcionários trabalhando para atualizar a ferramenta eletrônica. Uma manobra sem efeito algum. Os crimes acontecem e a Imprensa está na rua para registrá-los.
CAPITÃO NA DEFESA DA POLÍCIACumprindo agenda no Rio de Janeiro, o deputado estadual cearense Capitão Wagner (PR), se reuniu nesta sexta-feira (1º) com o presidente do Sindicato dos Servidores do Departamento da Polícia Federal no Estado do Rio de Janeiro (SSDPF/RJ), Luiz Carlos Cavalcante e com a agente da Polícia Federal há 8 anos, e ex-membro da diretoria da Fenapef, Lilia Vogel. A pauta principal da conversa foi a criação do Comitê de Direitos Humanos para Policiais em todo o Brasil. Segundo Wagner, “o comitê terá como pilar a salvaguarda de todo e qualquer direito cerceado do policial, quer seja inerente à sua função de profissional de Segurança Pública, ou a sua condição de pessoa humana que serve e protege a sociedade. Os familiares dos policiais também estarão amparados, pois são o alicerce para que os policiais tenham tranqüilidade para irem às ruas e garantir a segurança da população”.
*** Informações com Fernando Ribeiro via Ceará News 7
Acompanhe as notícias diariamente do Portal de Notícias Aconteceu Ipu pela rede social: #AconteceuIpu (Facebook da nossa redação). Entre em contato pelo whatsapp: (88) 9.9916-7711. Contrate também nosso Departamento de Marketing para cobertura de eventos pelo telefone: (88) 9.9600-1918.

0 comentários:

SITES OFICIAIS E REFERÊNCIA

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SITES E PORTAIS DE NOTÍCIAS

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

RÁDIOS PARCEIRAS DO AI

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SEBRAE - CEARÁ

Meus seguidores