sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Tiroteio na Rocinha provoca bloqueio de ruas nesta sexta (22). Pezão pede Exército

Outro intenso tiroteio tomou conta da favela da Rocinha, no Rio de Janeiro, durante a manhã desta sexta-feira 22. Por volta das 10 horas, a prefeitura bloqueou a estrada Lagoa-Barra e fechou o túnel Rafael Mascarenhas, nos dois sentidos. A troca de tiros começou depois que policiais do Batalhão de Choque fizeram um cerco a criminosos em uma área de mata no entorno da Rocinha. A polícia militar realiza operações no local desde o último domingo 17, quando facções rivais iniciaram um confronto pela disputa de pontos de droga.
O governador Luiz Fernando Pezão (PMDB) e o secretário de Segurança Pública, Roberto Sá, pediram ao Comando Militar do Leste (CML) a atuação das forças militares na Rocinha. O cerco deve acontecer nas próximas horas, segundo informou o governo do estado. No Twitter, o ministro da Defesa, Raul Jungmann, concordou com o pedido: “A pedido do governador Pezão, autorizei o emprego das FAs em apoio à ação da polícia na Rocinha”.
“Estamos com indícios da presença de traficantes em uma região que estamos avançando. Temos certeza de que a reação que está ocorrendo no asfalto é por causa disso, nós não vamos recuar”, disse o governador. “Vamos avançar, estamos entrando com helicópteros, com mais gente do Bope e com agentes do Choque.”
O secretário de segurança Roberto Sá confirmou que há uma autorização do ministério da Defesa para deslocar o Exército para as operações na Rocinha. Ele também explicou que o governo avaliava a ação na região há alguns dias. “Estávamos monitorando e avaliando a escalada da implementação de recursos. Hoje pela manhã surgiu uma necessidade”, afirmou. “É importante a sociedade saber que o Estado e a União estão juntos e medindo os recursos. Não se coloca todo recurso no primeiro incidente. Isso é uma doutrina mundial e estamos aplicando aqui.”
Segundo o comando do Exército no Rio de Janeiro, as tropas disponíveis para atuar na Rocinha são integrantes da polícia do Exército. Não foi passado à imprensa o horário em que as guarnições serão deslocadas para a favela.
Outro confrontoNo fim de semana, os moradores da favela da Rocinha viveram momentos aterrorizantes. O tiroteio começou pela manhã e se intensificou com a chegada dos policiais. Vários carros foram alvejados pelos disparos e uma pessoa, identificada pela polícia como Tiago Fernandes, de 25 anos, foi baleada e não resistiu aos ferimentos.
Na manhã de segunda-feira 18, a polícia prendeu três pessoas e apreendeu duas granadas, além de roupas do Exército e de fuzileiros navais. De acordo com a PM, também foram encontrados dois corpos carbonizados, recolhidos pela Delegacia de Homicídios. As ações policiais ocorreram ainda no Morro do Vidigal, entre os bairros de São Conrado, Leblon e Gávea.
*** Informações com Agência Brasil via Revista Veja
Acompanhe as notícias diariamente do Portal de Notícias Aconteceu Ipu pela rede social: #AconteceuIpu (Facebook da nossa redação). Entre em contato pelo whatsapp: (88) 9.9916-7711. Contrate também nosso Departamento de Marketing para cobertura de eventos pelo telefone: (88) 9.9600-1918.

0 comentários:

SITES OFICIAIS E REFERÊNCIA

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SITES E PORTAIS DE NOTÍCIAS

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

RÁDIOS PARCEIRAS DO AI

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

Meus seguidores