quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Preso pai-de-santo que matou e enterrou a mulher e foi prestar queixa na delegacia

Já está preso na carceragem da Delegacia de Defesa da Mulher de Pacatuba (DDMP), na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), o pai-de-santo Lucas Matias de Lima, acusado de ter assassinado a esposa e enterrar o corpo em uma cova rasa. O brutal crime ocorreu no último domingo (6) e, no dia seguinte, o assassinado teve a frieza e de ir até a delegacia onde registrou um Boletim de Ocorrência (B.O.) narrando o “desaparecimento” da mulher.
O corpo de Rosiane Dantas da Silva foi localizado pelos familiares dela numa cova rasa que o assassinou escavou no quintal da residência do casal, no Distrito de Monguba, em Pacatuba. A casa servia também de terreiro de Umbanda e rituais era realizados todas as semanas.
A delegada Marta Monteiro, titular da DDMP, recebeu, ontem, elogio da Vice-Governadoria do Estado, pela agilidade no trabalho de investigação sobre o feminicídio, que logo identificou o assassino. Marta, porém, ressaltou que o trabalho foi conjunto com a Delegacia Metropolitana do Município, sob o comando do delegado Sidney Furtado Ribeiro; e com a Polícia Militar local.
“Foi embora” - Depois de matar a mulher a pauladas, o acusado enterrou o corpo na cova rasa nos fundos da residência e foi até a casa dos pais dela perguntar se eles tinham notícias dela. Disse que os tinham discutido e ela saiu de casa. Para os dois filhos do casal, contou que a mãe “tinha ido embora”.
MATÉRIA RELACIONADA
Na manhã de segunda-feira (7), Lucas foi até a Delegacia de Defesa da Mulher de Pacatuba e registrou o B.O. de desaparecimento da vítima. Policiais foram até a residência do casal e encontraram o piso da casa lavado. O pai-de-santo alegou que a geladeira havia descongelado e ele precisou lavá-la, molhando o piso da residência. A Polícia não acreditou na versão e continuou a investigação, até que a família localizou o corpo.
Lucas fugiu, mas acabou sendo capturado no começo da tarde de ontem por uma patrulha do Destacamento da PM de Pacatuba, sob o comando do subtenente Claudemir e do sargento Reginaldo. A delegada marta Monteiro o autuou em flagrante pelos crimes de feminicídio, ocultação de cadáver e falsa comunicação de crime.
Sobre os motivos do crime, o pai-de-santo alegou que descobriu que a mulher estava lhe traindo após 14 anos de casamento. Segundo ele, descobriu isso ao constatar que a mulher se comunicava no celular com o suposto namorado. A delegada Marta Monteiro afirma que isso ainda está sendo investigado. “Na tentativa de se defender do crime brutal que cometeu, ele está tentando denegrir a imagem da vítima”, acentuou.
*** Informações com Blog do Fernando Ribeiro
Acompanhe as notícias diariamente do Portal de Notícias Aconteceu Ipu pela rede social: #AconteceuIpu (Facebook da nossa redação). Entre em contato pelo whatsapp: (88) 9.9916-7711. Contrate também nosso Departamento de Marketing para cobertura de eventos pelo telefone: (88) 9.9600-1918.

0 comentários:

SITES OFICIAIS E REFERÊNCIA

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SITES E PORTAIS DE NOTÍCIAS

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

RÁDIOS PARCEIRAS DO AI

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

Meus seguidores