terça-feira, 6 de junho de 2017

Pornografia infantil: Mãe acusada de produzir fotos sensuais da filha de 11 anos

A mãe de uma menina de 11 anos de idade foi presa nesta segunda-feira (5), na região metropolitana de Curitiba, acusada de pornografia infantil. Segundo as investigações da Policia Federal a mulher produziu e encaminhou imagens de sua filha com evidente conotação sexual para um indivíduo que se apresentava como agenciador de modelos na internet.
A mãe de uma menina de 11 anos de idade foi presa nesta segunda-feira (5), na região metropolitana de Curitiba, acusada de pornografia infantil. Segundo as investigações da Policia Federal a mulher produziu e encaminhou imagens de sua filha com evidente conotação sexual para um indivíduo que se apresentava como agenciador de modelos na internet.
De acordo com a Polícia Federal, que cumpriu medidas judiciais expedidas em inquérito que investiga a produção e o compartilhamento de imagens de pornografia infantil pela internet, a mãe da menina foi atraída pela promessa de ganhos financeiros.
O mandado de busca e apreensão para a casa da mãe da criança, bem como o decreto da prisão temporária pelo prazo de 30 dias, expedido pela Vara Criminal de Pinhais, foram cumpridos com o acompanhamento de representantes do Conselho Tutelar, a fim de preservar ao máximo o bem-estar da vítima.
A menina ficou sob a responsabilidade do pai, que não tinha conhecimento dos fatos, com a supervisão do Conselho Tutelar, e a mãe foi encaminhada à custódia da Polícia Federal em Curitiba.
Operação Batata Quente
Também nesta segunda-feira (5), a Polícia Federal prendeu duas pessoas em flagrante – uma em Belo Horizonte e uma em Caratinga, também em Minas Gerais – por posse de material pornográfico infantil. As prisões foram realizadas no âmbito da Operação Batata Quente, que tem como objetivo reprimir o compartilhamento e a posse de imagens e vídeos contendo cenas de abusos sexuais infanto-juvenis na internet.
Aproximadamente 45 policiais cumpriram seis mandados judiciais de busca e apreensão em cidades mineiras (três em Belo Horizonte, um em Caratinga, um em Curvelo e um em Papagaios). Das diligências realizadas, houve a efetivação de duas prisões e a apreensão de diversos equipamentos de informática.
A operação reuniu informações e alvos de investigações não diretamente relacionadas entre si, mas que tratam da disseminação transnacional de conteúdo pornográfico infantil por meio de contas de e-mail e de aplicativos de mensagens e vídeo.
Os investigados responderão, conforme suas condutas, pelos crimes de posse e compartilhamento de arquivos de conteúdo pornográfico infantil. O nome da operação remete a uma brincadeira infantil, bem como ao fato de os alvos investigados estarem com a batata quente em mãos e prestes a queimar com a ação policial.
A pena para posse de pornografia infantil é de até quatro anos de prisão, para o compartilhamento é de até seis anos e para a produção de imagens dessa natureza é de até oito anos. Submeter, induzir ou atrair à prostituição ou outra forma de exploração sexual de menores configura, ainda, crime com pena de até 10 anos de reclusão e multa.

***** Informações com: IG
Acompanhe as notícias diariamente do Portal de Notícias Aconteceu Ipu pela rede social: #AconteceuIpu (Facebook da nossa redação). Entre em contato pelo whatsapp: (88) 9.9916-7711. Contrate também nosso Departamento de Marketing para cobertura de eventos pelo telefone: (88) 9.9600-1918. Nosso site e nossa empresa não tem conotação política partidária com nenhum Grupo Político.

0 comentários:

SITES OFICIAIS E REFERÊNCIA

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SITES E PORTAIS DE NOTÍCIAS

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

RÁDIOS PARCEIRAS DO AI

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

Meus seguidores