domingo, 18 de junho de 2017

Falta de recursos federais emperra obras no Estado do Ceará e no Brasil.

Responsável por problemas como aumento do desemprego, diminuição do consumo e menor investimento privado, a desaceleração econômica nacional também está agravando algo que já faz parte da realidade do Brasil: o atraso de obras governamentais. Se a conclusão dos serviços já costumava demorar em tempos de "vacas gordas", agora, com pouco dinheiro nos cofres públicos, a tendência é que a população espere ainda mais pelo retorno dos serviços.
A atual crise político-econômica pela qual passa o País, inclusive, coloca em xeque a garantia da execução de investimentos em obras públicas por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) até o fim do próximo ano, em diferentes áreas.
Para o Ceará, a estimativa do governo federal é que os investimentos do PAC 2015-2018, ligados direta ou indiretamente ao Estado, totalizem R$ 16,4 bilhões. Desse total, aproximadamente R$ 9,3 bilhões são para a área social e urbana, R$ 5,3 bilhões para o setor de energia e R$ 1,6 bilhão para o segmento de infraestrutura logística.
Os números constam no último balanço do PAC 2015-2018, divulgado pelo Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão no fim do ano passado. O governo federal ainda projeta investimentos que ficarão para depois de 2018, cujo valor previsto para o Ceará soma R$ 6,1 bilhões nas mesmas áreas.
Porém, apesar de o governo afirmar que o "PAC vem mantendo um ritmo de execução satisfatório", o que se vê no relatório são muitos serviços em obras, em ação preparatória ou em licitação. Em relação a todos os projetos previstos, o total de empreendimentos concluídos ainda é tímido.
Na área de infraestrutura logística, por exemplo, o valor previsto de R$ 1,6 bilhão deve ser aplicado em obras ligadas a rodovias, ferrovias, portos, aeroportos e Marinha Mercante. Neste setor, entre os projetos atrasados, ganham destaque: dragagem do Porto do Mucuripe, em Fortaleza; Ferrovia Transnordestina (trecho Missão Velha-Pecém); reforma e ampliação do Aeroporto Internacional Pinto Martins (já concedido à iniciativa privada); além de vários serviços em rodovias federais.
Recursos HídricosEm relação ao conjunto de obras hídricas, o Cinturão das Águas do Ceará (CAC) figura entre os empreendimentos mais importantes que já deveriam estar beneficiando a população. O investimento estimado no último balanço do PAC 2015-2018 é de R$ 1,6 bilhão.
Outro entrave que também vem impactando o Estado do Ceará é a transposição das águas do Rio São Francisco, cujo orçamento já ultrapassou os R$ 9,6 bilhões. A obra está paralisada, mas tem possibilidade de ser retomada na próxima semana.
No Ceará, alguns trechos do empreendimento passam pelos municípios de Penaforte, Brejo Santo, Jati, Mauriti e Barro. Essas etapas fazem parte do Eixo Norte, que estão com mais de 91% dos serviços executados.
Mobilidade UrbanaQuanto aos serviços de mobilidade urbana, a Linha Leste do Metrô de Fortaleza, equipamento avaliado em cerca de R$ 2,2 bilhões, é o grande impasse. Atualmente, o governo estadual aguarda a liberação de recursos para a execução, sendo R$ 1 bilhão do Orçamento Geral da União (OGU) e R$ 1 bilhão financiado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).
O Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) Parangaba-Mucuripe também é outro projeto atrasado, cujo investimento está previsto em R$ 284,6 milhões. O empreendimento está dividido em três trechos.
A obra ferrovia Transnordestina, que deverá ligar o município cearense de Missão Velha até o Porto do Pecém, segue paralisada. Iniciados ainda em 2006, pouco mais de 52% dos serviços no Ceará, Piauí e Pernambuco foram executados até outubro de 2015, quando os trabalhos foram suspensos.
*** Informações com Diário do Nordeste
Acompanhe as notícias diariamente do Portal de Notícias Aconteceu Ipu pela rede social: #AconteceuIpu (Facebook da nossa redação). Entre em contato pelo whatsapp: (88) 9.9916-7711. Contrate também nosso Departamento de Marketing para cobertura de eventos pelo telefone: (88) 9.9600-1918.

0 comentários:

SITES OFICIAIS E REFERÊNCIA

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SITES E PORTAIS DE NOTÍCIAS

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

RÁDIOS PARCEIRAS DO AI

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

Meus seguidores